20 de Dezembro de 2010

Fátima Lopes diz estar "como peixinho na água"

 

 

Foi, ao longo de 15 anos, um dos rostos mais carismáticos da estação de Carnaxide. "Perdoa-me" ou "All you need is love" lançaram-na para o que parecia ser lugar cativo naquela antena. Entretanto, em Setembro deste ano, Fátima Lopes trocou o programa "Vida Nova", por uma nova vida no canal da concorrência.

 

Três meses depois, à frente do programa "Agora é que conta", a apresentadora de 41 anos afiança sentir-se já "parte da família TVI."

Por outro lado, não poupa elogios ao trabalho de Conceição Lino na SIC, que ficou responsável pelas tardes daquela estação. "Tal como eu, está a ter oportunidade de mostrar outra faceta. É uma belíssima surpresa", comenta. Adianta ainda que o seu maior gosto é fazer programas de entrevista.

 

Que balanço faz da sua carreira na estação de Queluz?


Muito bom. Aliás, toda a gente me pergunta isso e, mesmo antes de eu responder, comentam: "Com o sorriso com que estás, não deixa dúvidas". Corre tudo lindamente, gosto de trabalhar com a equipa com que trabalho, com as pessoas da TVI, e quando digo pessoas refiro-me à direcção de Programas, à administração do canal, com a qual tenho uma óptima relação, aos meus colegas da Endemol que produzem o programa diariamente. Estou a trabalhar com gente com quem é fácil trabalhar, com quem se economiza muito tempo. E eu sou muito pragmática, logo, gosto de pessoas assim, ágeis. Estou como peixinho na água.

 

Um dos grandes responsáveis pelo seu ingresso em Queluz, André Cerqueira, abandonou recentemente o cargo de director de Programas. Como olhou para esta saída?


Obviamente que me custa que tal tenha acontecido, porque era a pessoa com quem eu contactava mais directamente. Mas também percebo que nesta fase da vida do André outros valores se levantem. Portanto, dada a situação em que o pai se encontrava e a responsabilidade que o seu cargo exigia, não podia conciliar as coisas. Ele teve a humildade de colocar as suas funções à disposição. Vou continuar a ser amiga dele, e a trabalhar com ele também. Aprendi muito com o André. Ajudou-me imenso a encontrar o registo certo para este formato, na minha adaptação à TVI, abriu-me as portas. É uma pessoa extraordinária, e sou sempre grata a quem me ajuda.

 

Sente alguma nostalgia em relação ao registo que tinha na SIC?


Não sou uma pessoa nostálgica, nunca fui. Acho que a minha carreira profissional é construída pela soma de muitas coisas. Sempre disse que o registo em que agora me encontro é passageiro, e outros projectos aí virão. Aquilo em que me sinto mais à vontade, e em que tenho mais experiência, é sem dúvida em programas de entrevistas. Há 15 anos que o faço e de certeza vou voltar a fazer, é inevitável.

 

É um dado adquirido, já com contornos precisos?


Não. Só que olhando para um percurso como o meu não faz sentido não colocar uma profissional como eu nesse trabalho. A minha vinda para a TVI aconteceu porque eu tenho um projecto de carreira. Ou seja, não só sei o que estou a fazer agora, como sei qual é o caminho que está traçado para mim. E era esse caminho que me seduzia. Não vim por causa de um projecto, vim por causa de vários.

 

Este projecto não tem vindo a corresponder totalmente às expectativas relativamente às audiências...


Há dias em que as audiências são melhores do que em outros, o que é algo perfeitamente normal. Acontece também com outros formatos de registo de conversa. Parece-me que este tipo de conteúdos é mais exigente, no sentido de que tem de se reciclar todos os dias para poder ser sempre interessante e apetecível para o público. Tem de haver constantemente jogos e desafios novos.

 

Portanto, esgota-se com alguma facilidade.


Se não houver capacidade de estar sempre a mudar. E nós isso temos feito. Estamos sempre a introduzir novidades e a mudar as regras, exactamente para quando o espectador liga o ecrã ter curiosidade para ver o que vai suceder naquele dia. Isso dá bastante trabalho, fazendo com que às vezes os resultados sejam melhores, e outras vezes, menos bons. Mas é a lei da vida e a mim não me preocupa.

 

Está realizada com o que se encontra a fazer neste momento?


Sempre me senti realizada com todos os projectos que fiz. Tal como não sou nostálgica, também não sou uma pessoa que esteja aqui e com suspiros em relação ao amanhã. Sou muito pés bem assentes na terra. Quem vive assim, vive sempre em ansiedade e nunca desfruta do presente. Só aproveitando cada momento é que faz sentido, senão é um passar pela vida e não um viver a vida.

 

Foi dona das manhãs e tardes da SIC e tinha um público muito leal. Qual tem sido a reacção das pessoas?


Sou e sempre fui muito acarinhada pelas pessoas. O que mais referem é que nunca me tinham imaginado a fazer um programa assim, sempre aos pinotes e aos saltos. Perguntam-me se não me canso e eu respondo que entretanto já me habituei. Ao princípio custava-me, mas agora não. Não tenho razão de queixa das abordagens que me fazem na rua.

 

Mas os espectadores ainda estranham vê-la na antena de outro canal.


Acho que sim. Foram muitos anos, e sempre associada àquele género de formatos. As pessoas estão a aprender a aceitar que há outra Fátima para lá daquela que conheciam, que, no entanto, cá continua e voltará.

 

Tem sido um desafio interessante? Está a testar-se?


Sim, pois eu própria não tinha noção de até onde conseguiria estar, a nível de entretenimento, uma hora e meia sozinha, isto é, quase sem interargir.

 

Fala-se de um novo formato que estará a ser preparado para si. Pode adiantar alguma coisa?


Não posso. Não confirmo nem desminto, para já não posso dizer nada. Mas 2011 será, por certo, um ano bom.

 

NOTÍCIA E FOTO JN

publicado por Portugal TV às 18:08

Joana Santos e José Fidalgo assinam hoje contratos de exclusividade com a estação de Carnaxide, reforçando assim a carteira de actores para as produções do próximo ano. Já Rogério Samora, ainda ligado à TVI, será anunciado pela SIC na segunda-feira.

 

A produção nacional parece ser a aposta mais forte da SIC em 2011, tendo em conta o número de contratações exclusivas de actores feitas nas últimas semanas. Joana Santos, a vilã de "Laços de Sangue", sobejamente elogiada pelo autor brasileiro Aguinaldo Silva - que supervisionou o guião -, e José Fidalgo, que integrou o elenco de "Perfeito Coração", juntam ao leque de actores com vínculo único à estação.

 

Por seu lado, Rogério Samora, o "Miguel" de "Mar de Paixão", da TVI, que já assinou o documento, deverá ser apresentado na próxima segunda-feira como o novo reforço do plantel da SIC. Se bem que, conforme apurou o JN, o actor ainda não cessou o seu contrato com a TVI. "Rogério Samora tem contrato de exclusividade válido até meados de 2011" confirmou fonte oficial da estação de Queluz, não se alongando em detalhes.

Samora, galã de algumas das produções mais bem sucedidas da TVI, como "Fascínios" e "Flor do Mar", deverá protagonizar a nova novela da SIC, produzida em parceria com a TV Globo, e que será uma adaptação de um clássico da estação brasileira.

 

Dos actores que recentemente se juntaram ao plantel da SIC encontram-se também Custódia Galego, Manuel Cavaco e Helena Laureano, que participaram nas produções mais recentes da TVI, mas que não possuíam exclusividade com a estação.

 

E não foi só a nível de interpretação que a SIC reforçou a equipa. Gabriela Sobral, ex-directora de Ficção Nacional da TVI, mudou-se para Carnaxide em Julho onde assume as funções de directora de Produção. Também a autora Patrícia Müller - "Mar de Paixão" e "Deixa que te leve" - faz parte das últimas transferências.

 

Esta migração de caras da TVI para a SIC não é nova. Em Maio e Junho de 2008 foi a vez de Cláudia Vieira e de Diana Chaves mudaram de estação. E o inverso também acontece. Fátima Lopes, que passou a integrar a equipa da TVI em Julho deste ano, foi a mais noticiada.

 

NOTICIA JN

publicado por Portugal TV às 17:57

 

Sai da TVI onde é protagonista de ‘Mar de Paixão’

 

Rogério Samora vai assinar hoje, pelas 16h00, um contrato de exclusividade com a SIC. Tal como o CM revelou, na edição de sexta-feira, o actor troca a TVI, onde é protagonista de ‘Mar de Paixão’, para reforçar a equipa de ficção de Carnaxide que, nas últimas semanas, tem fechado várias contratações. Foi o caso de Manuel Cavaco, João Ricardo, Helena Laureano e Joana Santos, entre outros.

 

NOTÍCIA E FOTO CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 12:46

 

A guerra das contratações entre as televisões está longe de ter terminado. José Fragoso, director de programas da RTP 1, nega ter sido convidado para ocupar o mesmo cargo na TVI, conforme noticiou ontem o ‘Público’, citando o blogue Lugares Comuns, de Manuel Falcão, ex-director da RTP 2. 

 

"É um disparate", diz José Fragoso, a propósito do alegado convite do canal da Media Capital. A mesma notícia dá conta de que Bruno Santos, adjunto de Fragoso, já se encontra na TVI para integrar a equipa que era dirigida por André Cerqueira.

 

NOTÍCIA E FOTO CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 12:44

 

Manuela Moura Guedes vai ter um programa feito à sua medida na SIC. Informação e investigação são pilares do formato que a estação de Carnaxide e a jornalista estão a preparar.

 

 

 "A fase é de trabalho, só nas próximas semanas haverá algumas respostas sobre o programa que tem uma matriz informativa, e as características que nós associamos a uma pessoa como a Manuela Moura Guedes", diz ao CM Nuno Santos, director de programas do canal de Carnaxide.

 

"Para a SIC, não vale a pena ter uma pessoa como a Manuela se ela tentar ser uma outra pessoa. A Manuela tem um valor televisivo, uma mais-valia que decorre da sua personalidade e da forma como ela está em televisão. É isso que nós queremos", acrescenta .

Sobre a data de estreia há ainda algumas indefinições. "Não acredito que se consiga estrear logo no início do ano, ainda há muita coisa a definir", conta Moura Guedes.

 

Quanto à matriz do programa, a jornalista adianta que este "vai ter muita investigação". "Vai ser a minha cara. Claro que para isso preciso de uma equipa e claro que gostava de ter algumas pessoas que estavam comigo na TVI. Mas não posso ainda dizer nada sobre esta matéria sem ter tudo definido com quem de direito." E assegura ainda: "E não, não falei com ninguém. Mas não preciso de muita gente porque eu faço, como sempre fiz, muita coisa. Até prefiro assim."

 

A jornalista acrescenta também que "as ideias estão alinhadas" e que as conversas "têm decorrido com Luís Marques [director-geral da SIC] e Alcides Vieira [director de informação da SIC], que, aliás, lançou propostas muito pertinentes, mas nada mais tenho para dizer de momento".

 

NOTÍCIA E FOTO CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 12:41
últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
27
29
30
31
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
27
29
30
31