04 de Dezembro de 2008

A Media Capital deverá comprar cerca de 50 hectares para instalar o seu projecto, caso o protocolo de intenções acordado com a Câmara de Sintra e o Casal da Granja de Santa Cruz avance. Tudo depende agora da aprovação de um projecto de potencial interesse nacional.

 

A Media Capital, detentora da TVI, vai comprar um terreno de 50 hectares para a construção da cidade cenográfica por 1000 (mil) euros, caso o protocolo de intenções celebrado com a Câmara de Sintra e o Casal da Granja de Santa Cruz - Promoções Turísticas Imobiliárias avance para um acordo definitivo. Acresce a este facto que parte do terreno está situado em Reserva Eológica Nacional (REN), de acordo com o deputado municipal Miguel Carretas.

No ponto 5, denominado "Acordo para a Transmissão", do protocolo de intenções, a que o DN teve acesso, pode ler-se "A Granja de Santa Cruz manifesta a sua intenção de vender à MCP (Media Capital Produções) por 1000 euros os prédios MC (área de 500 mil metros quadrados onde será instalado o projecto), livres de quaisquer ónus ou encargos e desocupados de pessoas e bens, a favor da MCP." Da parte da Media Capital, fonte da empresa afirmou ao DN que "desde a apresentação da telenovela Flor do Mar, no Funchal, que não fará mais comentários sobre o assunto cidade cenográfica". O DN tentou encontrar um contacto da empresa Casal da Granja, mas tal não foi possível até ao fecho desta edição.

Entretanto, quem ficou com dúvidas sobre o protocolo, aprovado pelo Executivo a 12 de Outubro, e levado à Assembleia apenas para informação, foi Miguel Carretas, deputado municipal da CDU. Este político local questionou-se se não vai ser permitido "um projecto de construção imobiliária a cavalo de um projecto de potencial interesse nacional (PIN) apoiado pela câmara para que possa ser adquirido direito de construção".

"Trata-se de um terreno de 200 hectares, 50 deles em REN, e é nesse espaço que se pretende instalar a Cidade do Cinema (cidade cenográfica), um projecto PIN", garante o deputado. A CDU teme sobretudo os "outros investimentos de dimensão considerável" mencionados para os restantes 150 hectares e recorda que sem o negócio da Media Capital, aquele terreno "não poderia ter uso urbano".

O protocolo pressupõe uma candidatura ao PIN (que terá de ser aprovado pelo Governo) e a elaboração de um Plano de Pormenor, condições sem as quais o projecto não poderá avançar. O autarca Fernando Seara garante que "nenhuma questão será desenvolvida sem passar pela Câmara de Sintra e pela Assembleia Municipal". Mas avisa: "Não permitirei que em alguns casos seja aprovado o PIN e noutros não seja, na Margem Norte ou na Margem Sul, no Algarve ou no Litoral Centro. Se cumprir as regras, será aprovado", reforça.|

 

NOTÍCIA DIÁRIO DE NOTÍCIAS

publicado por Portugal TV às 14:10
02 de Dezembro de 2008

 

A TVI manteve o primeiro lugar na preferência dos telespectadores portugueses em Novembro. Nesse mês, a estação dirigida por José Eduardo Moniz registou, na análise do dia, um share de 30,5%, seguida pela RTP 1 com 25,8% e pela SIC, que ficou em terceiro com 23,8% de share. A TV por subscrição (cabo/outros) teve 15% de share e a RTP 2 4,9%.

No que diz respeito ao horário nobre (20h00 às 23h00), a TVI mantém a liderança com um share de 35,8%. A RTP 1 registou 23,8% e a SIC 22,8%. Nesse horário o cabo teve 13,1% de share a RTP 2 4,4%.

 

Em termos de programas mais vistos no mês de Novembro, destaque para o jogo Sporting-FC Porto (a contar para a Taça de Portugal), exibido no dia 9 pela TVI. Essa transmissão registou uma audiência de 25,3% (correspondente a 2 388 500 telespectadores) e um share de 60,3%. Em segundo lugar surge o último episódio da novela ‘A Outra’, também exibido pela TVI no dia 16, que cativou uma audiência média de 22,5% (2 126 700 telespectadores) e um share de 55,2%.

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 22:39
01 de Dezembro de 2008

Foi um verdadeiro milagre em tempos de grandes devaneios quer da direcção de programas, quer da direcção de Informação da SIC.

 

O canal de Carnaxide conseguiu este fim-de-semana, algo que há muito não se verificava: ganhou dois dias seguidos.

 

No Sábado, a SIC fechou o dia com 29,3% de share, contra 27,1% da TVI e 23,3% da RTP.

 

No Domingo, a liderança manteve-se na SIC com 29% de share. A TVI ficou-se pelos 24,6% e a RTP pelos 23,6%.

 

Curiosamente, Não Há Crise conseguiu ser o programa mais visto de Sábado. Os apanhados de Nuno Graciano fizeram 14% de audiência média e 39,9% de share, atirando o grande concorrente da TVI Caia Quem Caia para o 4º lugar. O programa de humor da TVI ficou-se pelos 11,7% de audiência média e 32,9% de share.

 

O sucesso do Não Há Crise sem dúvida que tem causado grande surpresa. Ao liderar a tabela do dia, pela segunda semana consecutiva, vem provar que este tipo de programas - apanhados - está longe de estar esgotado.

 

No Domingo, a SIC conseguiu colocar três programas no TOP5, mas é interessante verificar que os Gato Fedorento não foram o programa mais visto do canal. Essa classificação foi para o Jornal da Noite, que conseguiu 12,4% de audiência média e 32,9% de share.

 

O noticiário ficou assim em segundo lugar na tabela dos programas mais vistos do dia, logo seguido da Grande Reportagem. Em quarto lugar ficou então o Zé Carlos.

 

 

DONAS DE CASA DESESPERADAS "APAGADAS" DO MAPA

 

Apesar do bom resultado conquistado pela SIC no Domingo, Nuno Santos não resistiu a um dos seus maiores vícios. Vai daí, toca a mudar a programação sem - mais uma vez - passar cartão a ninguém.

 

Desta vez, as vítimas foram as Donas de Casa Desesperadas. Quem seguia a série semanalmente... azar! Ficou literalmente pendurado à espera de novo episódio. Depois dos Gato, em vez das Donas, veio um filme...

 

Como se já não bastasse, Nuno Santos também fez mudanças na grelha desta segunda-feira. Aproveitando o facto de ser feriado, o director-malabarista tirou o VIP Manicure e substituiu-o por um Não Há Crise... sim, o mesmo que lidera a tabela de programas mais vistos de Sábado. Coincidência??? Naaaaaaaaaa!

 

A dúvida agora é saber ser para a semana a SIC retoma a programação habitual ou não. Para já, fica a dúvida...

publicado por Portugal TV às 23:22
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
21
24
25
26
28
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
21
24
25
26
28