10 de Dezembro de 2008

Nota do bloger: Não é que adiante de muito falar de leis quando estamos no âmbito da "clubite". Mas de qualquer maneira, e porque estamos num país que ainda se rege por princípios legais, deixo aqui uma notícia da Lusa sobre o facto do Benfica ter proibido os jornalistas desta agência de entrar nos seus recintos.

 

É vergonhoso e mais do que alertar o público, devia fazer engolir em seco aos deputados que aprovam estas leis, mas depois têm o desplante de aceitar os convites para ir ver os jogos na bancada VIP. Lamentável, meus senhores! 

 

Lisboa, 10 Dez (Lusa) - A Entidade Reguladora para a Comunicação Social lembrou hoje que o impedimento do acesso ou permanência de jornalistas em locais públicos constitui "crime de atentado à liberdade de informação".

    O comunicado da Entidade, que cita o Estatuto do Jornalista, surge no seguimento de queixas sobre "possível denegação do direito de acesso dos jornalistas a recintos desportivos".

    Entre essas queixas conta-se a da Agência Lusa - sobre a qual a Entidade Reguladora ainda não deliberou - que foi impedida de acompanhar diversas conferências de imprensa ou eventos promovidos pelo Benfica, além de duas partidas da Liga Portuguesa de Futebol no Estádio da Luz, entre Novembro e Dezembro.

    O impedimento surgiu na sequência da notícia com o título "Futebol: Benfica - Administradores da SAD receberam 180 mil euros de prémio apesar do quarto lugar na Liga", difundida pela Lusa em 14 de Novembro e que levou os responsáveis da Sociedade Anónima Desportiva "encarnada", invocando falta de rigor jornalístico, a dirigirem também uma queixa à Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

    O comunicado da Entidade é divulgado no mesmo dia em que o Conselho Regulador deste organismo, a propósito de uma queixa da Presslivre contra o FC Porto e FC Porto SAD, motivada pelo impedimento da entrada de dois jornalistas do Correio da Manhã em duas conferências de imprensa a 02 e 03 de Abril, deliberou "participar os factos ao Ministério Público para efeito do apuramento da responsabilidade penal dos agentes envolvidos".

    No comunicado, a Entidade Reguladora recorda que o Estatuto do Jornalista "exclui claramente quaisquer condutas que visem impedir o acesso ou a permanência de jornalistas nos locais abertos ao público ou à generalidade da comunicação social, admitindo mesmo a qualificação de tal comportamento como crime de atentado à liberdade de informação".

    O regulador assinala que "o eventual desrespeito dos deveres de rigor e isenção jornalísticos deve ser apurado pelas entidades com competência, legal e deontológica, nessa matéria, não podendo constituir, em caso algum, fundamento de medidas retaliatórias aplicadas pelos interessados, seja directamente, seja por pessoa sob sua direcção".

    O comunicado acrescenta que a Entidade Reguladora para a Comunicação Social "procederá ao apuramento de quaisquer violações das regras aplicáveis às actividades" de imprensa "sob sua jurisdição, na óptica da salvaguarda, entre outros valores, dos direitos pessoais e do rigor informativo".

    A nota do Conselho Regulador conclui que o regulador "não deixará de analisar devidamente todos os casos de obstrução do livre acesso às fontes de informação e de promover, com toda a brevidade, a aplicação de medidas de tutela desse direito fundamental dos jornalistas.

    A Entidade Reguladora tem em curso processos de averiguações relativos às queixas da Lusa contra o Benfica e deste contra a agência noticiosa mas também do Sindicato dos Jornalistas contra o Boavista e o FC Porto SAD e da televisão SIC contra o Benfica, refere uma nota de imprensa do organismo.

    Há uma semana, o Sindicato dos Jornalistas participou à Procuradoria-Geral da República e à Entidade Reguladora para a Comunicação Social a violação da lei de acesso dos jornalistas à informação, praticada pelo Benfica contra a Lusa, na sequência da notícia divulgada a 14 de Novembro.

    Na deliberação de hoje, o regulador insta o FC Porto a "salvaguardar o direito de acesso dos jornalistas a eventos de natureza idêntica ou outros em que prevaleça o mesmo direito". 

NOTÍCIA AGÊNCIA LUSA

publicado por Portugal TV às 22:21
09 de Dezembro de 2008

A Roda da SorteQuem gosta do Herman José não pode deixar de sentir já alguma nostalgia ao ver a Roda da Sorte. Li algures que o fim deste programa significa também o fim da "terapia de final do dia".

 

Confesso que o programa per si nada tem de novo, de especial ou mesmo de atractivo. Vale pelo apresentador. Pelas maluqueiras, pelo improviso, pelas piadas, pelas invenções, pelas provocações. Vale pelo Herman José.

 

Ele é a alma do programa. É quem lhe dá dinamismo e interesse. As suas maluqueiras a cozinhar em estúdio ou a pôr discos num gira-discos antigo que comprou na internet, são o que dá valor ao programa e atrai o telespectador. Este é um programa feito de pormenores.

 

E se do programa nada de novo podemos esperar, já do apresentador, temos a certeza de que o programa de hoje nunca será igual ao de ontem. Esta é a minha opinião. Infelizmente não é partilhada por muitos. E à custa disso, o programa vai ser retirado do ar no final deste ano.

 

Em Janeiro, às 19h, estreia o novo formato diário do Nós Por Cá, sendo esta mais uma das inúmeras tentativas da SIC para recuperar algum amor-próprio no horário das 19h/20h. É bem possível que o novo programa faça melhores resultados que a Roda da Sorte, mas sem dúvida alguma que, a sensação provocada no telespectador será diferente.

 

Ver o Herman ao fim do dia, é de facto uma terapia. É entretenimento. O Nós Por Cá arrisca-se a ser uma espécie de pré-Jornal da Noite. Será sempre inevitável falar dos problemas das populações, que por muito ligeiros que sejam, nunca permitirão que a Conceição Lino cozinhe em estúdio ou ponha discos de cantores antigos.

publicado por Portugal TV às 19:51
08 de Dezembro de 2008

Pelos vistos, a SIC esqueceu-se de incluir no seu site como é que se pode concorrer ao Atreve-te a Cantar.

 

Quem quiser concorrer ao programa terá que enviar um SMS para o número 3368, com o texto: AC NOME LOCALIDADE (com espaço entre cada palavra).

 

Custo do SMS: 1€

publicado por Portugal TV às 21:41
07 de Dezembro de 2008

Depois do falhanço da maior parte das estreias que Nuno Santos preparou para Setembro, a SIC já está a preparar o novo ano.

 

E a primeira grande aposta a ser tornada pública é o Atreve-te a Cantar. O formato é velho e consiste, mais uma vez, em testar os dotes vocais dos concorrentes. Só que desta vez, quem avalia não é um juri, mas sim, uma máquina. É um computador que avalia o grau de afinação dos concorrentes.

 

O programa ainda não tem data de estreia, nem hora de exibição mas podemos apontar como dia provável o Domingo, em substituição dos Gato Fedorento que entretanto, irão novamente de férias...

 

A apresentação deste novo programa estará a cargo de Bárbara Guimarães, que volta assim aos ecrãs à frente de um programa musical de grande entretenimento, depois de no reinado de Penim, ter apresentado a Família Superstar.

publicado por Portugal TV às 22:00

 

Vida difícil para o único programa de grande entretenimento da TVI. Caia Quem Caia parece não convencer o público, e nem as constantes experiências de Moniz que já mudou o programa de dia e de horário, ajudam a aumentar as audiências.

 

Este Sábado, o programa da TVI atingiu a pior audiência média desde que começou: 7,3%. E até o programa low cost da SIC, os Segredos da Magia, conseguiu ultrapassar o Caia Quem Caia. Diga-se aliás, que a contrastar com a aposta da TVI, o programa da SIC em que os segredos dos mágicos são revelados, conquistou a melhor audiência e share da época: 10,2% e 36,1%, respectivamente.

 

Convém também dizer que, o Caia Quem Caia, só passou a liderar quando o Segredos da Magia acabou.

 

Continua renhida a luta entre os programas low cost da SIC, e os super-dispendiosos programas da TVI. Para já, Nuno Santos, conseguiu a proeza de, gastando pouquíssimo dinheiro, conseguir equilibrar as contas das audiências aos Sábados e Domingos.

 

o fim-de-semana da SIC está forte e tudo graças a estes formatos básicos, mas que, na sua essência acabam por ser originais e assumem-se como verdadeira programação alternativa, perante a oferta da TVI e RTP.

 

Prova disso, foi também o facto da novela Olhos nos Olhos da TVI, ter sido ultrapassada pelo programa de apanhados internacionais Não Há Crise. Mais uma vez, um programinha barato, bateu - e bem - a novela caríssima da TVI. Os resultados não enganam: Não Há Crise fez 12,7% de audiência média e 34,2% de share, e a novela Olhos nos Olhos ficou-se pelos10,7% de audiência média e 29,1% de share.

 

Em suma, graças sobretudo a estes bons resultados conquistados no horário nobre - para o qual também contribuiu o 4º lugar atribuído ao Jornal da Noite - a SIC conseguiu mais uma vez liderar o Sábado, pela segunda semana consecutiva.

 

Durante a semana, a SIC ocupa um humilhante terceiro lugar, mas ao fim-de-semana assume-se cada vez mais, como líder incontestado. E graças a quê? Programas low cost! Há uns meses, quem diria que a solução para a crise da SIC passaria por este tipo de programa?

 

SHARES DE SÁBADO 6 DE DEZEMBRO:

24.1 4.2 27.0 26.7 18.0

 

publicado por Portugal TV às 13:43
06 de Dezembro de 2008

Tecnologia. Imagine-se a dobrar o seu aparelho receptor de televisão, em dois ou em quatro, como faria como uma folha, antes de o guardar no bolso. O primeiro protótipo de OLED, tecnologia que o tornará realidade, foi apresentado este ano.

 

Cores extremamente vivas, brilho fora de série e ainda melhor contraste são algumas das características que definem os novos televisores com tecnologia OLED (díodo orgânico emissor de luz). Mais: os aparelhos de TV do futuro podem vir a ser tão finos como uma simples folha de papel, enrolados ou dobrados e transportados no bolso .

"Até agora, os ecrãs eram apenas ecrãs", disse ao Financial Times o presidente do grupo de desenvolvimento da Sony que, desde 1998, tem vindo a investigar novos tipos de displays. "Vão poder fazer outras coisas", afirmou Tetsuo Urabe. "Por exemplo, será possível ter um sensor de imagem no ecrã, o que permitirá efectuar uma videochamada na qual a pessoa com quem se está a falar pode olhar directamente nos nossos olhos - em vez de fixar a câmara no topo do visor", explicou o químico.

Mas como é que um químico se torna líder de uma equipa que desenvolve ecrãs para TV? Na verdade, a questão é mesmo essa. Ao contrário da habitual electrónica, a tecnologia OLED assenta na utilização de compostos de moléculas de carbono, os díodos orgânicos, que emitem luz ao receber carga eléctrica. Material descoberto por um outro químico, o investigador da Kodak Ching Tang, no final dos anos 70.

Na prática, num televisor OLED, é o próprio ecrã que emite luz, mais precisamente vinda da fina camada de químicos vermelhos, verdes e azuis. Como não é necessária uma fonte adicional de luz, além de muito fino e leve, o aparelho necessita de pouca energia para funcionar.

Assim, porque é que os televisores OLED ainda não suplantaram os LCD e os plasma, 30 anos depois de descoberta a tecnologia e dez anos depois de estar a ser aplicada? Até há pouco, o químico azul deteriorava-se rapidamente, o que limitava o tempo de vida do televisor. Mas o problema está resolvido, garante Urabe. Restam dois contratempos: o processador digital, que controla o funcionamento dos píxeis, e o processo de produção, ainda dispendioso.

O Sony XEL-1, com três milímetros de espessura, chega à Europa em 2009 (nos EUA custa 2500 dólares, quase 200 euros). A Samsung afirma que a venda em massa do seu protótipo OLED vai começar em 2009. É esperar para ver... |

 

NOTÍCIA DIÁRIO DE NOTíCIAS

publicado por Portugal TV às 23:37

Apenas um desabafo: como seria bom se, de vez em quando, o Sindicato dos Jornalistas efectivamente defendesse os jornalistas e não apenas, os sindicalistas...

publicado por Portugal TV às 21:16
04 de Dezembro de 2008

A SIC desistiu finalmente das infindáveis e insuportáveis repetições de Malucos do Riso e Camilo em Sarilhos. No seu lugar, emite agora T'a Gravar, apresentado por Pedro Miguel Ramos e Carolina Patrocínio.

 

Se a ex-apresentadora do Clube Disney foi uma agradável surpresa, já que, é a estreia de Carolina em horário nobre, já Pedro Miguel Ramos revelou-se uma gigantesca desilusão.

 

O antigo co-apresentador de Big Brother tem revelado uma completa falta de jeito e timidez perante as câmaras. Parece até que é a primeira vez que se vê nestas coisas da televisão. Tem uma má postura, má imagem televisiva, falta-lhe naturalidade nos comentários e nos movimentos, e é facilmente "apagado" pela colega. Aquela cena habitual no fim do programa, em que ele vira a cadeira e se põe a falar com a Carolina, é simplesmente patética.

 

Quem primeiro tinha sido apontado para co-apresentar T'a Gravar foi Pedro Ribeiro. O animador das manhãs da Comercial, era o preferido de Nuno Santos, mas a Media Capital - detentora da rádio e da TVI - proibiu-o de aceitar o convite. Isto apesar de há alguns anos, Pedro Ribeiro ter tido um programa na SIC Radical, ao mesmo tempo que se mantinha na Comercial.

 

Mas voltando à dupla de apresentadores, Carolina Patrocínio está nos antípodas de Pedro Miguel Ramos e revelou já ser capaz de assumir vôos mais altos. Quanto a Pedro Miguel Ramos, o meu conselho é o de que se dedique mais aos negócios da restauração e desista de vez da televisão.

 

Se é que alguma vez teve jeito, perdeu-o!

publicado por Portugal TV às 22:20
últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
21
24
25
26
28
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
21
24
25
26
28