20 de Agosto de 2007

 

 

Meio milhão de portugueses vão ao cinema todas as semanas
Segundo os dados do estudo Bareme Cinema da Marktest, os espectadores assíduos de cinema, que o frequentam todas as semanas, são mais de meio milhão.
Os dados do Bareme Cinema Marktest, relativo ao período compreendido entre Julho de 2006 e Junho de 2007, mostram que, no Continente, 2 529 mil portugueses com 15 e mais anos costumam ir ao cinema, o que representa 30.4% do universo em estudo.

Uma análise do perfil dos indivíduos que costumam ir o cinema mostra que 50.9% são mulheres, 67.9% são jovens com menos de 35 anos, 44.0% são estudantes ou quadros médios e superiores, 44.1% residem na Grande Lisboa ou Litoral Norte e 60.4% pertencem às classes sociais alta, média alta ou média.

 

Considerando a frequência de ida ao cinema, é possível observar como 573 mil portugueses costuma frequentar as salas de cinema pelo menos uma vez por semana, um número que corresponde a 6.9% dos residentes no Continente com 15 e mais anos e a 22.7% dos que dizem costumar frequentar as salas de cinema.

 

Se a estes indivíduos somarmos os que afirmam ir ao cinema, pelo menos, uma vez por mês, quantificamos 1 674 mil espectadores regulares da sétima arte. Este número representa 20.1% dos residentes no Continente com 15 e mais anos e 66.2% dos que dizem costumar ir ao cinema.

Uma análise do perfil dos espectadores assíduos de cinema (vão todas as semanas) mostra como 53.9% são homens, 75.6% têm menos de 35 anos, 51.5% são estudantes ou exercem ocupações como quadros médios e superiores, 45.1% residem nas regiões da Grande Lisboa ou Litoral Norte e 58.6% pertencem às classes sociais média e média baixa.

 

Tal como se observa no gráfico seguinte, os jovens, os estudantes, os quadros médios e superiores e os indivíduos das classes sociais mais elevadas são os targets que maior afinidade têm com este meio, ao apresentarem índices de audiência de cinema acima da média do universo.

 

A Marktest.com autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Marktest.com e outras fontes por ela citadas

publicado por Portugal TV às 17:11
15 de Agosto de 2007

 

Transmitido em directo na SIC, de segunda a sexta-feira entre as 3h30 e as 5h00 da manhã, QUANDO O TELEFONE TOCA! é um formato original, 100% interactivo que dá a oportunidade aos telespectadores de jogarem em casa e ganhar muitos prémios em dinheiro.

É o programa ideal para quem está acordado à noite e pretende uma companhia irreverente, dinâmica e divertida como o são os apresentadores do QUANDO O TELEFONE TOCA!, Patrícia Henrique, Vanessa Palma e Quimbé.

Desenvolvido com o objectivo de dar aos telespectadores uma experiência única, apelativa e cheia de ritmo QUANDO O TELEFONE TOCA! não alinha em jogos impossíveis.

É muito simples e todos podem participar desde que sejam maiores de 18 anos! Ao ligarem para o número de telefone indicado, os telespectadores habilitam-se a participar num dos incríveis jogos. Entram em directo no programa e só têm de acertar na resposta correcta ao passatempo proposto para ganhar prémios em dinheiro!

No QUANDO O TELEFONE TOCA! os jogos são inovadores, rápidos e os gráficos são originais de forma a proporcionar aos telespectadores da SIC horas de puro entretenimento.

QUANDO O TELEFONE TOCA! não sabe quem vai estar do outro lado pois os três apresentadores conduzem a emissão alternadamente!

 


TEXTO ORIGINAL: www.sic.pt

publicado por Portugal TV às 20:37
14 de Agosto de 2007

000460ah

 

Porto, 14 Ago (Lusa) - De carro, comboio ou avião os turistas espanhóis “invadiram” o Porto e a região Norte dinamizando o comércio e a actividade hoteleira, revelou à agência Lusa o presidente da Adeturn, Jorge Osório.

    “Espanha descobriu o Norte de Portugal", acrescentou o responsável pelo turismo nortenho.

    De acordo com números fornecidos pela Adeturn, com os voos de baixo custo os aviões chegam ao Porto cada vez com mais espanhóis.

    Segundo Jorge Osório, em Julho, por via aérea, vindos de Madrid, chegaram 26 mil pessoas, de Barcelona, 20 mil e de Palma de Maiorca 10 mil.

    Sobretudo nos meses de Julho e Agosto, "a classe média e a média-alta ocupa os hotéis do Porto", disse o responsável pelo turismo nortenho.

    Jorge Osório salientou que o turismo do Norte de Portugal tem feito diversas campanhas em Espanha, “todas com sucesso”.

    “A última foi uma divulgação gastronómica em Palma de Maiorca", disse.

    A galega Irene Davila também não tem dúvidas: "Espanha está cada vez mais perto do Porto".

    Funcionária de uma Companhia de Seguros, em Pontevedra, Irene e as amigas já se habituaram a vir ao Porto fazer compras, passear ou passar um fim-de-semana mais descontraído. Desta vez, o grupo veio passar umas curtas férias.

    "São duas horas e meia de viagem, se viermos de carro. Às vezes, usamos o comboio", refere Irene.

    Tal como ela, milhares de espanhóis escolheram o Porto, no início deste Verão, para passar férias e fazer compras.

    Por toda a cidade do Porto, os turistas oriundos de Espanha “dominam” os restaurantes, as esplanadas, os museus e as ruas.

    "É mais fácil ouvir falar espanhol que português" desabafou um agente da PSP destacado na típica zona da Ribeira.

    "É tudo gente muito educada, muito simpática e muito interessada na arte, nos monumentos e no vinho do Porto, é claro", acrescentou o agente.

    Patrícia Yañez, engenheira técnica em Santiago de Compostela, assume que veio ao Porto "de propósito para fazer compras".

    "Os preços são bons, sobretudo nos produtos têxteis e nos artigos de decoração", disse a galega.

    Adiantou que, já que está no Porto, vai também aproveitar para "passear pela cidade".

    "Já estamos habituados a esta invasão espanhola", disse à Lusa António Fonseca, presidente da Associação de Bares da Zona Histórica do Porto.

    Embora reconheça a presença de "muitos turistas" oriundos do país vizinho, Fonseca referiu que, este Verão, "são menos que em anos anteriores".

    "Esperemos que aumentem até final de Agosto", afirmou.

    No IKEA [grande superfície de venda de mobiliário, de capital sueco, localizada em Leça da Palmeira, Matosinhos], dez por cento dos clientes pagam com cartões bancários de Espanha.

    "Colocamos painéis publicitários em Vigo e em Valença e distribuímos cem mil folhetos promocionais na Galiza", revelou à Lusa o director da empresa em Matosinhos, Ricardo Pinheiro.

    Às compras, os galegos Sílvia Martinez e José Carlos, saíram de Vigo directamente para o IKEA para comprar mobília.

    "Os preços são pouco mais baixos que em Espanha mas há uma maior oferta de produtos", referiu Sílvia.

    À volta de artigos de decoração estava também o casal António Lareiro e Cármen Diaz.

    Ele engenheiro de telecomunicações, ela enfermeira, saíram de Córdova há uma semana e instalaram-se num hotel do Porto.

    "É uma cidade muito bonita. Adoramos a Casa da Música. É um dos edifícios mais belos que já vi", disse Cármen.

    O marido, embora "goste de monumentos", elegeu como o "melhor do Porto" a comida e o vinho.

    "Não gastamos no Porto mais dinheiro do que aquele que gastaríamos em Córdova", frisa António Lareiro.

   

    EYM.

    Lusa/Fim


LUSA

publicado por Portugal TV às 13:30
09 de Agosto de 2007

 

E eis que de repente, a história de Madeleine MacCann volta às primeiras páginas dos jornais e a abrir os telejornais. Diz-se que agora, que as investigações estarão a incidir mais sobre a tese de homicídio, em detrimento da hipótese de rapto.

 

Com isto, as atenções dos jornalistas portugueses e estrangeiros voltaram-se novamente para a Praia da Luz, com o já habitual aparato mediático e com dezenas de carros de exteriores a invadir as ruas da pequena localidade.

 

Mas haverá de facto, algo de tão novo e tão extraordinário que justifique tudo isto?

Ou será que, tudo isto não é mais do que uma prova de que estamos na famosa silly season, em que tudo é notícia, mesmo que não o seja?

 

Especificamente em Portugal, este ano, não tem havido incêndios. Ou seja, de repente, muitos editores de jornais e telejornais, ficaram sem aquilo que noutros anos enche páginas e dezenas de minutos de emissão.

 

Além de não haver incêndios, também não há actualidade política, nem desportiva. O país está a menos de meio gás. E os portugueses que ainda trabalham, estão bem mais interessados em saber se, pelo menos, no fim-de-semana vai estar bom tempo para ir para a praia, do que em qualquer outra coisa...

 

E sendo assim, uma "informação" vinda sabe-se lá de onde, e NUNCA confirmada pela Polícia Judiciária, dá origem à montagem de mais um circo mediático, onde voltamos a seguir todos os passos da família MacCann.

 

Até quando?

 

 

publicado por Portugal TV às 14:13
08 de Agosto de 2007

 

Se dúvidas havia, quanto ao recente "desprezo" da SIC pela antiga galinha dos ovos de ouro de Carnaxide, estas dissiparam-se recentemente com o fim do teaser: DIARIO DA FLOR.

 

Esta pequena rúbrica que desde o início ajudava a "vender" a novela, simplesmente desapareceu, e foi substituída pelo DIARIO DAS CHIQUITITAS, a nova novela infanto-juvenil da SIC, e que também precisava de algo mais que ajudasse a subir as audiências...

 

Já há muito que Luciana Abreu se queixava (inclusivé à concorrência) do facto de Penim emitir a novela fora do horário nobre. Esta segunda série começou por ser emitida às sete da tarde. O insucesso viu-se logo nos primeiros episódios e assim que pôde, a SIC voltou a antecipar a emissão da novela. Desta vez, passou-a para as seis da tarde (recorde-se que a primeira série dava em horário nobre, por voltas 21h30).

 

Estas mexidas no horário, deveram-se sobretudo aos maus resultados da novela, algo que também se verificou na América Latina, onde o sucesso da primeira série nunca se repetiu nas seguintes. Mas mesmo assim, mantinha-se o DIARIO DA FLOR, a seguir ao Jornal da Noite.

 

Resta agora saber se Luciana Abreu "resiste" a mais esta... atitude... ou se prefere mudar para a RTP, tal como dizem algumas linguas, para entrar na nova versão da VILA FAIA...

publicado por Portugal TV às 21:15
04 de Agosto de 2007

 

 

Informação mais vista na TVI
De acordo com os dados do serviço Telenews da MediaMonitor, em Julho, as notícias emitidas nos serviços de informação regulares da TVI foram as que obtiveram maior audiência média.
Marktest.com, 2 de Agosto de 2007

Em Julho de 2007, RTP1, RTP2, SIC e TVI emitiram cerca de 219 horas de informação regular, o que representa um acréscimo de 8.5% relativamente ao observado em Junho e de 3.1% face ao mês homólogo de 2006.

A oferta noticiosa deste mês corresponde a uma média diária de cerca de uma hora e 46 minutos por canal, mais 3 minutos e 14 segundos do que no período homólogo do ano anterior.

Em Julho, foram emitidas um total de 7184 notícias, mais 8.1% do que no mês anterior e mais 14.8% do que no mês homólogo de 2006. A duração média das notícias emitidas em Julho foi de 1 minuto e 50 segundos.

Uma análise por programas evidencia que o Primeiro Jornal, da SIC, se mantém como aquele que emite mais trabalhos, com 1132 em Julho.

O Jornal da Noite, da SIC, também se mantém como o que oferece mais horas de emissão informativa, com 35 horas e 39 minutos em Julho.

O Telejornal da RTP1 mantém-se, pelo seu lado, como o programa onde as notícias registaram maior audiência média, de 9.8%. No conjunto dos canais em análise, as notícias emitidas neste mês obtiveram 7.1% de audiência média.

Uma análise por canais mostra ainda que a RTP1, tal como nos meses anteriores, emitiu mais informação, com 2401 trabalhos de mais de 77 horas de duração.

A SIC passou 2141 notícias, tendo-lhes dado mais de 66 horas de emissão. As notícias emitidas pelo canal obtiveram 7.7% de audiência média.

A TVI passou 1906 notícias de quase 54 horas de duração. Foi neste canal que as notícias obtiveram maior audiência média, com 8.0%.

Finalmente, na RTP2 foram emitidas 736 notícias de mais de 21 horas de duração, que obtiveram 2.3% de audiência média.

 

A Marktest.com autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Marktest.com e outras fontes por ela citadas

publicado por Portugal TV às 19:57
02 de Agosto de 2007

Cachorrinho porte pequeno para adopção - URGENTE! - O Cantinho dos Animais
publicado por Portugal TV às 23:19

Sky News logo

Flying Saucers Go Into Production

US company Moller International has begun to manufacture parts for its Jetsons-like personal flying pod, the M200G Volantor.

The M200G volantor: yours for under £45,000
The M200G volantor: yours for under £45,000

The M200G is the size of a small car and is designed to take off and land vertically.

Company founder Dr Moller calls the craft "the ultimate off-road vehicle" as it is able to travel over any surface.

"It's not a hovercraft, although its operation is just as easy," said the aeronautical engineering boffin.

"You can speed over rocks, swampland, fences, or log-infested waterways with ease because you're not limited by the surface."

The flying saucer is designed to fly at an altitude of up to three metres, where it benefits from extra lift created by a cushion of air - known as ground effect.

The craft was inspired by The Jetsons
The craft was inspired by The Jetsons

This allows the M200G to glide over terrain at 50mph, powered by eight of the Company's Rotapower rotary engines.

Moller International has not arranged for training or licensing requirements to operate the vehicle.

But it is prepared to offer demonstration sessions at its California base once the vehicle is ready for market.

The company has said the price for its M200G could start as low as £44,340 depending on the number ordered.

See the M200G volantor taking a test ride here:

Sky News logo

publicado por Portugal TV às 23:08
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
18
19
22
25
26
29
30
31
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
16
17
18
19
22
25
26
29
30
31