21 de Maio de 2007

 

Esta semana, Penim resolveu voltar a alterar o horário do "Hora H".

O programa foi emitido logo a seguir ao Jornal da Noite de Domingo, por volta das 21.30.

Esta foi talvez - digo eu - a última oportunidade do programa do Herman.

 

Na altura da estreia, dava a esta hora, mas não resultou muito bem...

Passou então a dar perto da meia-noite. Melhorou, mas não o suficiente. Os mais recentes episódios eram francamente melhores do que os primeiros. Talvez por isso, Penim tenha arriscado e colocado o Herman em confronto directo com os Gato Fedorento.

 

Em linguagem militar, o Herman foi "carne para canhão". E é com tristeza que digo que já não vejo grande solução para o maior humorista português. Acho até que a continuidade dele na SIC, está agora, mais do que nunca, a ser reavaliada.

 

Esta semana, o HORA H atingiu o menor share de sempre: 12.7%

À mesma hora, os Gato fizeram: 34.7% e a Doce Fugitiva: 34%.

 

E agora Herman?

 

 

publicado por Portugal TV às 23:53
18 de Maio de 2007

 

 

 

 

É uma questão de justiça!

 

Há cerca de duas semanas - conforme post do dia 1 de Maio - a direcção de Informação da SIC anunciou mexidas no principal bloco informativo do canal. O Jornal da Noite ia sofrer alterações, com o objectivo de "apostar, mais do que nunca, nos temas que, de facto, interessam aos portugueses".

É certo que também ainda é cedo para "prognósticos", mas é de toda a justiça assinalar já o feito conseguido. Depois de uma semana de "testes", as novas rúbricas do Jornal da Noite, começaram a render... AUDIÊNCIAS!

Esta semana, o Primeiro Jornal da SIC andou sempre a "morder os calcanhares", ao há muito líder Jornal da Tarde da RTP, confirmando uma tendência que já se verifica há vários meses. Inclusivamente na Terça-feira, o Primeiro Jornal GANHOU (em share e em ratio) ao Jornal da Tarde, algo que há muito não acontecia durante a semana.

Mas a grande surpresa da semana foi mesmo o Jornal da Noite, que há muito estava arredado da luta pela liderança da Informação televisiva. Não por vontade da SIC - obviamente - mas por um incompreensível afastamento dos telespectadores, que continuam a considerar a informação da SIC como sendo credível, e a segunda opção a seguir à RTP...

  • Assim sendo, na Segunda-feira o Jornal da Noite "saltou" para o 5º lugar dos programas mais vistos do dia.
  • Na Terça ficou novamente em 5º lugar, a escassas cinco décimas do "grande líder" Telejornal da RTP.
  • Na 4ª feira, o Jornal da Noite da SIC, cometeu a "ousadia" de trepar mais um lugar. Ficou em 4º, ultrapassando o Jornal Nacional da TVI, que ficou em 5º, e o Telejornal da RTP que ficou estranhamente em 14º lugar!!!! Isto apesar da RTP ter transmitido logo a seguir a final da Taça UEFA.

A este respeito convém referir que a estratégia da RTP de adiantar o Telejornal para as 19h, e colá-lo a um jogo de futebol, é habitual, e rende normalmente a liderança destacada do jornal. Esta semana, não foi assim. E que diferença!

Convém também realçar o "lançamento" do Jornal da Noite. A SIC arranca para o JN com uma audiência baixa. Sobretudo em virtude do horário das 19h-20h, não ter nenhum programa capaz de captar muita audiência. E nem a Floribella veio ajudar muito...

 

Já a RTP arranca o Telejornal vinda do Preço Certo, e a TVI, vem dos Morangos com açúcar (líder neste horário).

 

Por tudo isto é de toda a justiça, realçar já esta "meia-vitória" (e muito suada) da Informação da SIC. A ver vamos se esta tendência se mantém...

publicado por Portugal TV às 00:15
17 de Maio de 2007

Furto de máquina de chocolates

Quatro homens foram detidos pela GNR de Poceirão/ Setúbal, na tarde de dia 15, por furto num estabelecimento de restauração.

Os indivíduos, com idades compreendidas entre os 29 e os 38 anos, tiraram uma máquina de chocolates e fugiram. Foram interceptados pela patrulha que entretanto foi chamada ao local.

Foram presentes hoje a tribunal.



Data de Inserção: 16/Mai/2007
Fonte: 5ª Rep/GNR

 

RETIRADO DE: http://www.gnr.pt/

 

publicado por Portugal TV às 14:55
16 de Maio de 2007

 

RTP2

 

 

Luís Filipe Borges - apresentador "revelação" com o programa Revolta dos Pastéis de Nata - voltou à 2, ou melhor RTP2, com um novo programa chamado «Sempre em Pé».

 

Elogiado por muitos, o "Revolta" foi de facto uma lufada de ar fresco. Pela irreverência dos temas discutidos, pelos sketches humorísticos, pelo apresentador, pelos músicos... enfim, por todo o formato que durante muito tempo foi criando admiradores.

 

Por tudo isto, a expectativa quanto ao novo programa de Luís Filipe Borges, era muita.

Mas para mim, "toda" ela saiu gorada. O Sempre em Pé, não só mantém alguns traços do "Revolta", como acaba por ser também, uma espécie de cópia da primeira versão do Levanta-te e Ri da SIC.

 

O novo programa da RTP2 tem como principal conteúdo quadros de Stand-up Comedy. São tipos (uns com piada, outros nem por isso) que em cima de um palco contam umas piadas p'ro pessoal que está sentado a umas mesas de bar. Isto não tem nada de novo, porque já nos tempos idos de 2003/2004, também o antigo programa da SIC era transmitido em directo a partir de de um bar, e como se sabe, no palco, os artistas eram os mesmos e faziam basicamente, o mesmo.

 

O Sempre em Pé tem portanto, muita coisa em comum com o Levanta-te e Ri. Começa pelo nome, cuja semelhança é óbvia. O Luís Filipe Borges, faz de Marco Horácio. Os gajos das piadas, fazem deles próprios... porque são normalmente os mesmos... a "diferença" é sobretudo, os quadros de humor gravados, mas que ainda assim, são infelizmente na mesma linha dos quadros cómicos da "Revolta".

 

Posto isto, para mim, o programa é de facto uma desilusão, o que não significa que seja mau. Apenas não é original e está claramente abaixo das potencialidades do apresentador. Ele podia e sabia fazer melhor do que isto.

 

Para terminar e fazendo alguma justiça, há no entanto, uma grande diferença entre o Sempre em Pé e o Levanta-te e Ri. Luís Filipe Borges teve o bom gosto, a inteligência e o nível suficiente para não convidar o mestre da piada reles e porca: Fernando Rocha.

publicado por Portugal TV às 00:10
15 de Maio de 2007

Retirado na íntegra de www.sky.com/news

http://news.sky.com/skynews/article/0,,30100-1265880,00.html

Robert Murat has told Sky News that being labelled the chief suspect in the Madeleine McCann case has "ruined his life".

Speaking exclusively to Sky, the Briton said he had been made a "scapegoat" by investigators.

Police said today they released Mr Murat because they did not have enough evidence to arrest him in connection with the four-year-old's disappearance.

 

"This has ruined my life and made my life very difficult for my family here and in Britain," he said.

 

"The only way I will survive this is if they catch Madeleine's abductor."

He added: "I've been made a scapegoat for something I did not do."

 

Mr Murat was held and questioned last night with two others - he and his mother Jennifer lived just 100 metres away from the McCanns' holiday apartment.

Sky sources said Mr Murat was considered a "formal suspect".

 

Sources told Sky's crime correspondent Martin Brunt that Mr Murat claimed he had an alibi for the night Madeleine disappeared. 

 

They also told Sky that police searched a water tank next to the swimming pool in the Murats' home and unsuccessfully looked through the paper shredder in the property.

Two vehicles - a VW camper van and a hire car - were also searched on the premises.

publicado por Portugal TV às 21:21
10 de Maio de 2007

RETIRADO NA ÍNTEGRA DE WWW.DN.PT


http://dn.sapo.pt/2007/05/10/media/erc_impoe_quotas_a_para_cumprir_plur.html

ERC impõe quotas à RTP para cumprir pluralismo

INÊS DAVID BASTOS

 


Partidos e RTP querem ver SIC e TVI abrangidas

 

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) decidiu vigiar de perto e exaustivamente a informação da RTP para verificar se está a ser cumprido o pluralismo político-partidário em período não-eleitoral. Para dar resposta às sucessivas queixas que tem recebido de partidos que se dizem prejudicados pelo canal público no tratamento da informação (ou na não presença em debates), a ERC acaba de criar uma espécie de código de conduta que, na prática, vem impor quotas a cumprir pela estação do Estado.

"Existe conflitualidade latente e constante nesta matéria, e a Entidade Reguladora decidiu adoptar regras para avaliar o pluralismo político-partidário no serviço público. Assim, a RTP já sabe como vamos avaliar e desde que adeque a informação às regras está a cumprir a sua obrigação", disse ao DN Azeredo Lopes, presidente da ERC.

O plano que visa "a monitorização sistemática da informação emitida pela RTP1, RTP2 e RTPN", que foi ontem entregue ao ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva, e partidos com representação parlamentar, define uma tabela de tempos que deve ser seguida pela RTP nas peças emitidas. O Governo e o PS devem "tendencialmente" ocupar 50% da emissão informativa. A oposição parlamentar (PSD, PCP, PEV, CDS e BE) ficam com 48% (distribuídos segundo os resultados eleitorais) e a oposição extra-parlamentar (partidos que concorreram às últimas legislativas) com os restantes 2%. Mas o "policiamento" da ERC não se ficará por este critério quantitativo. "Também teremos critérios qualitativos, de análise do respeito pelo princípio do contraditório", adiantou Azeredo Lopes, escusando-se a revelar se a ERC vai alargar tal fiscalização à TVI e SIC.

"O que agora se pretende (...)é uma monitorização extensiva a todo o universo das notícias e programas de informação política", lê-se no documento da ERC. Entre estes programas estão entrevistas e debates, como o Prós e Contras, que tem sido alvo de uma série de críticas da parte de partidos políticos (ver caixa).

Sob a vigia da ERC vão estar todas as notícias e programas informativos que digam respeito ao Presidente da República, Governo, PS, oposição parlamentar e ainda Partido Popular Monárquico (PPM) e Movimento Partido da Terra. Os espaços fiscalizados vão ser, na RTP1, os blocos informativos das 13.00 e das 20.00 e os programas de informação não diária, na RTP2, o bloco informativo das 22.00 e outros programas de informação e, na RTPN, o bloco informativo das 24.00.

A ERC fará um relatório de seis em seis meses e, no caso de incumprimento, tornará publica uma recomendação. "É mais eficiente um juízo de censura público que uma contraordenação", explicou Azeredo Lopes.

Reacções

Os partidos políticos, desde o PCP ao PS, aplaudiram a iniciativa da ERC, mas disseram esperar que o regulador fiscalize também o cumprimento do pluralismo político-partidário da TVI e SIC. "Deixar de lado as privadas não é um sinal muito positivo", reagiu Vasco Cardoso, da comissão política do PCP. Fonte da ERC disse, contudo, ao DN que essa não é a intenção do regulador, dado que nem a Constituição, nem a Lei da Televisão obrigam as privadas a cumprir tal objectivo mas apenas a contribuir para ele.

Luís Marinho, director de informação da RTP, disse ao DN que não o "assusta" esta monitorização, garantindo que o canal público "está de consciências tranquila". E, tal como os partidos, defendeu que a "fiscalização da ERC "devia estender-se às três televisões, porque a obrigação de pluralismo se estende a elas".
publicado por Portugal TV às 18:00

 Sky News logo

Sky News Video

Madeleine: Is The Search Slowing Down?

http://news.sky.com/skynews/video/videoplayer/0,,31200-1264963,00.html

 

Este tipo é realmente fantástico... O Sherlock Holmes reencarnado veio para o Algarve mandar uns bitaites e passar sucessivos atestados de incompetência à nossa Polícia.

 

Parece que estavamos todos à espera deste cérebro iluminado para finalmente, vermos além do óbvio. Este tipo diz que a polícia não fez nada... não tirou impressões digitais, não fez a devida análise forense ao apartamento, etc, etc...

 

A lata deste tipo é ainda maior, tendo em conta que não está em Portugal desde o início, logo não viu o que a PJ fez quando lá chegou, e que se saiba, a PJ não anda por aí a dar informações a ningúem, muito menos a comentadores importados e pagos por televisões britânicas.

 

De qualquer modo vale a pena ver. Se não fosse triste a arrogância deste "sabichão" à inglesa, dava vontade de rir às gargalhadas...

 

 

publicado por Portugal TV às 13:20
09 de Maio de 2007

 
Mark Williams-Thomas 
 

The Portuguese police say they're doing everything possible but protocol and law mean they cannot give out any information about the investigation, not even to Maddie's parents.

"British police are at the forefront of these types of investigations. The way the Portuguese police are handling it is rather like the British police would have done ten years ago," said Mr Williams-Thomas.

"They need the British police's expertise to help find Maddie and they need it now."

  

http://news.sky.com/skynews/article/0,,91210-1264648,00.html

 

 

 

É certo que estes tipos peritos lá na terra deles, só vêm para Portugal porque a nossa polícia não presta informações, por estar "limitada" pelo Segredo de Justiça.

Mas daí a virem para cá, com ar de lordes, passar atestados à nossa polícia como se fossem um bando de miúdos a brincar à "apanhada", também já me parece demais.

 

Como nota de rodapé, talvez seja de referir que os dois últimos casos de crianças desaparecidas que a british police teve em mãos, não acabaram lá muito bem... foram todas encontradas mortas. Será que na altura, ainda estariam a trabalhar com os métodos de há muitos anos atrás??

 

Sem dúvida que a nossa polícia tem contribuido e muito, para as críticas que lhe têm sido feitas em relação ao silêncio, mas é estúpido que se desviem as atenções da responsabilidade dos pais (ou falta dela) para o facto da policia não falar...

 

Como nós portugueses dizemos por cá... não fica muito bem "sacudir a água do capote"...

publicado por Portugal TV às 00:17
últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
19
20
24
26
27
29
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
19
20
24
26
27
29