18 de Julho de 2008

REVISTA DE IMPRENSA:

 

 

Governo definiu critérios para atribuição do novo canal generalista
TV Cabo entra na corrida para o quinto canal de televisão
Inês Sequeira, Ana Brito

 

A Zon Multimédia pretende entrar na corrida ao quinto canal televisivo em sinal aberto e está a analisar uma parceria com a Cofina e a Controlinveste, afirmou ontem o presidente da proprietária da TV Cabo, Rodrigo Costa.

 

"Temos estado a ver este tema com os nossos accionistas (entre estes a Cofina e a Controlinveste), que são nossos potenciais parceiros", confirmou o mesmo responsável, à margem da assinatura de um acordo de adesão da Zon à comunidade de acesso sem fios gratuito à Internet da Fon.

Rodrigo Costa salientou que por enquanto não há "um compromisso absoluto" com os grupos liderados por Paulo Fernandes e por Joaquim Oliveira, mas "existe vontade de analisar o dossier", acrescentando que vai agora começar "uma fase de reuniões e análise deste processo".

Uma eventual vitória da Zon no âmbito deste concurso significaria que o quinto canal, além da presença garantida na futura plataforma de televisão digital terrestre, estaria também desde logo disponível na principal rede portuguesa de televisão por cabo.

A entrada do grupo da TV Cabo nas candidaturas a operador do quinto canal foi a principal surpresa, no mesmo dia em que o projecto de regulamento do concurso para futuro concorrente da RTP, SIC e TVI foi publicado em Diário da República. Dentro dos critérios de avaliação que ficaram ontem conhecidos, a "não concentração de licenças para o exercício da actividade de televisão" é de todos os sub-critérios o mais importante, com um peso de quase um quarto na classificação final.

Confirma-se assim que os accionistas da SIC e da TVI vão ser severamente penalizados se decidirem concorrer, o que afasta eventuais pretensões da parte do grupo Impresa (SIC) e dos espanhóis da Prisa, donos da maioria da Media Capital (TVI).

Desta forma, o Governo antecipa a aplicação das regras da nova lei sobre a concentração nos media, já que a entrada em vigor do diploma pode acontecer depois do lançamento do concurso para o quinto canal, no final de Outubro, afirmou ontem ao PÚBLICO o ministro dos Assuntos Parlamentares, Santos Silva, responsável pela comunicação social. O novo operador deve receber a licença na Primavera de 2009.

Defesa do pluralismo

A "garantia de defesa do pluralismo associada à não concentração de licenças" está incluída no contributo para a qualificação da oferta televisiva, critério que representa 50 por cento da valoração num concurso que vai ser orientado pela Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

No âmbito da avaliação das propostas, cujo prazo de entrega deve estender-se até meados de Dezembro, entram também os contributos para a diversificação da oferta televisiva (30 por cento) e para a difusão de obras criativas europeias, independentes e em língua originária portuguesa (10 por cento). Os restantes 10 por cento dividem-se entre o cumprimento das normas legais no decurso de anterior actividade licenciada de televisão e as linhas gerais de recursos humanos.

Pinto Balsemão e Manuel Polanco, presidentes da SIC e da TVI, têm sido críticos quanto aos efeitos negativos que mais um canal de acesso gratuito irá ter na repartição das receitas publicitárias. Impresa e Media Capital preferiam, aliás, que fosse criado um novo canal partilhado entre ambos para emitirem conteúdos em alta definição, aproveitando dessa forma o espectro disponível devido à entrada em funcionamento da nova plataforma de televisão digital terrestre. No entanto, o Governo optou pelo lançamento do novo canal, defendendo que será ainda possível aos três operadores emitirem em alta definição - desde que não seja simultaneamente, pelo menos até à passagem total da televisão analógica para digital, prevista, no máximo, até 2012.
 

 

 

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1335824&idCanal=57

 

publicado por Portugal TV às 11:11
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
pesquisar neste blog
 
Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30