06 de Fevereiro de 2008

 

Numa entrevista ao programa da RTP2  "Diga lá Excelência", Alípio Ribeiro, director nacional da Polícia Judiciária, disse que poderá ter havido alguma precipitação na constituição do casal McCann como arguidos.

 

Estas palavras cairam que nem uma bomba junto dos investigadores e com certeza, junto de muitos portugueses que ao longo de todos estes meses têm seguido com a atenção o evoluir das investigações.

 

Foi um autêntico balde de água fria para muitos cidadãos que, durante meses, têm feito todos os possíveis para credibilizar e defender Portugal e as polícias portuguesas nos mais diversos fóruns de jornais estrangeiros, sobretudo ingleses.

 

Como é que é possível que o próprio director da polícia encarregue das investigações ao caso McCann venha a público dizer o que disse. Com que moral poderá agora a nossa polícia dizer o que quer que seja acerca do caso?

 

Como disse Marcelo Rebelo de Sousa: "Alípio Ribeiro matou a investigação". Eu acrescentaria dizendo que ele matou a credibilidade nacional e internacional de todas as polícias portuguesas. 

 

Alípio Ribeiro veio "dar razão" aos jornais ingleses que nos acusavam de sermos Terceiro Mundo e da nossa polícia ser incompetente. O próprio director da PJ deu mais argumentos aos jornalistas e polícias ingleses que, desde o início, tudo fizeram para descredibilizar a investigação.

 

O Director da PJ envergonhou a própria polícia, os agentes que trabalham no caso, os cidadãos que depositaram confiança na PJ e acima de tudo, envergonhou todos os portugueses perante todo o mundo.

 

Como diz a máxima: "Com amigos destes quem precisa inimigos???" Tantos ataques a nossa polícia sofreu por parte da polícia e dos jornais estrangeiros. Sempre resistiu. Sempre teve o apoio dos cidadãos. Mas agora com este mortal ataque desferido a partir interior do organismo, dificilmente a PJ recuperará.

 

Alberto Costa, ministro da Justiça já disse que vai manter Alípio Ribeiro no cargo. E disse que o facto de o manter na direcção da PJ é significativo quanto aquilo que o ministro pensa. Ou seja, o ministro da Justiça concorda com o que Alípio Ribeiro disse.

 

Mais uma vez, é urgente que José Socrates venha a público dizer o que pensa deste caso. Isto não é apenas um problema interno da PJ. É um problema nacional. É a credibilidade de um país e de milhares de polícias que está em causa. O Primeiro-ministro tem que falar. Tem acima de tudo que demitir quem "matou" a investigação aos McCann e tem, obviamente que demitir o ministro que com ele concorda.

 

Só assim será possível dar aos agentes da Polícia Judiciária uma nova moral, um estímulo, um incentivo, uma palavra de conforto para que prossigam o seu trabalho. Um bom trabalho, há muito reconhecido internacionalmente.

 

 

publicado por Portugal TV às 13:35
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
17
18
23
24
25
27
28
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
15
16
17
18
23
24
25
27
28