31 de Março de 2011

 

A RTP N passará a estar sob a alçada directa da direcção de informação televisão da RTP, liderada por Nuno Santos, perdendo assim a sua direcção, que era constituída por José Alberto Lemos e os adjuntos Carlos Daniel e Dinis Sottomayor.


Segundo despacho interno hoje distribuído na RTP e a que a Agência Lusa teve acesso, “a RTP N será integrada, de forma autónoma, na direcção de informação televisão”.


Contactada pela Agência Lusa, a RTP recordou que o novo director de informação, Nuno Santos, só entrará em funções na sexta-feira, sendo todas estas questões esclarecidas a partir dessa altura.


Em Outubro de 2007, na inauguração das novas instalações da RDP no Monte da Virgem, em Vila Nova de Gaia, o então ministro dos Assuntos Parlamentares, Augusto Santos Silva – actualmente ministro da Defesa Nacional – disse que o novo contrato de concessão de serviço público de televisão, que iria ser colocado a discussão pública, "define com muita clareza" que a RTP N se destina à "prestação especializada de informação, com destaque para temas, ideias e protagonistas não habitualmente representados no panorama audiovisual".


Augusto Santos Silva salientou então que o contrato, acordado entre o Governo e a administração da RTP, definia que a RTP N deveria transmitir produção "preferencialmente com origem nas suas delegações", designadamente a do Porto.


O despacho interno nomeia ainda Nuno Santos director de informação televisão, José Fragoso director coordenador e director da RTP1, Jorge Wemans director da RTP2 e Hugo Andrade director canais temáticos/RTP Memória.


O Conselho de Administração deliberou ainda a extinção do centro de novos negócios e projectos, do gabinete de apoio às operações regionais, do gabinete de coordenação das operações internacionais, da direcção de conteúdos de ficção e entretenimento e da direcção de conteúdos educacionais e culturais, assim como a exoneração dos cargos dos respectivos responsáveis.


No organograma incluído no despacho estão ainda por nomear os responsáveis pelo centro de produção do Porto e pelos canais internacionais.

Conforme avançado na semana passada pelo presidente da RTP, Guilherme Costa, o novo organograma da administração confere a Luís Marinho o pelouro das rádios e a José Marquitos a pasta da televisão, um novo modelo que separa os administradores por rádio e televisão, e não por informação e programas, como sucedia até agora.

NOTICIA JORNAL PÚBLICO


 

publicado por Portugal TV às 17:19
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
19
20
21
22
24
25
26
27
28
30
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
pesquisar neste blog
 
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
15
19
20
21
22
24
25
26
27
28
30