20 de Dezembro de 2010

Fátima Lopes diz estar "como peixinho na água"

 

 

Foi, ao longo de 15 anos, um dos rostos mais carismáticos da estação de Carnaxide. "Perdoa-me" ou "All you need is love" lançaram-na para o que parecia ser lugar cativo naquela antena. Entretanto, em Setembro deste ano, Fátima Lopes trocou o programa "Vida Nova", por uma nova vida no canal da concorrência.

 

Três meses depois, à frente do programa "Agora é que conta", a apresentadora de 41 anos afiança sentir-se já "parte da família TVI."

Por outro lado, não poupa elogios ao trabalho de Conceição Lino na SIC, que ficou responsável pelas tardes daquela estação. "Tal como eu, está a ter oportunidade de mostrar outra faceta. É uma belíssima surpresa", comenta. Adianta ainda que o seu maior gosto é fazer programas de entrevista.

 

Que balanço faz da sua carreira na estação de Queluz?


Muito bom. Aliás, toda a gente me pergunta isso e, mesmo antes de eu responder, comentam: "Com o sorriso com que estás, não deixa dúvidas". Corre tudo lindamente, gosto de trabalhar com a equipa com que trabalho, com as pessoas da TVI, e quando digo pessoas refiro-me à direcção de Programas, à administração do canal, com a qual tenho uma óptima relação, aos meus colegas da Endemol que produzem o programa diariamente. Estou a trabalhar com gente com quem é fácil trabalhar, com quem se economiza muito tempo. E eu sou muito pragmática, logo, gosto de pessoas assim, ágeis. Estou como peixinho na água.

 

Um dos grandes responsáveis pelo seu ingresso em Queluz, André Cerqueira, abandonou recentemente o cargo de director de Programas. Como olhou para esta saída?


Obviamente que me custa que tal tenha acontecido, porque era a pessoa com quem eu contactava mais directamente. Mas também percebo que nesta fase da vida do André outros valores se levantem. Portanto, dada a situação em que o pai se encontrava e a responsabilidade que o seu cargo exigia, não podia conciliar as coisas. Ele teve a humildade de colocar as suas funções à disposição. Vou continuar a ser amiga dele, e a trabalhar com ele também. Aprendi muito com o André. Ajudou-me imenso a encontrar o registo certo para este formato, na minha adaptação à TVI, abriu-me as portas. É uma pessoa extraordinária, e sou sempre grata a quem me ajuda.

 

Sente alguma nostalgia em relação ao registo que tinha na SIC?


Não sou uma pessoa nostálgica, nunca fui. Acho que a minha carreira profissional é construída pela soma de muitas coisas. Sempre disse que o registo em que agora me encontro é passageiro, e outros projectos aí virão. Aquilo em que me sinto mais à vontade, e em que tenho mais experiência, é sem dúvida em programas de entrevistas. Há 15 anos que o faço e de certeza vou voltar a fazer, é inevitável.

 

É um dado adquirido, já com contornos precisos?


Não. Só que olhando para um percurso como o meu não faz sentido não colocar uma profissional como eu nesse trabalho. A minha vinda para a TVI aconteceu porque eu tenho um projecto de carreira. Ou seja, não só sei o que estou a fazer agora, como sei qual é o caminho que está traçado para mim. E era esse caminho que me seduzia. Não vim por causa de um projecto, vim por causa de vários.

 

Este projecto não tem vindo a corresponder totalmente às expectativas relativamente às audiências...


Há dias em que as audiências são melhores do que em outros, o que é algo perfeitamente normal. Acontece também com outros formatos de registo de conversa. Parece-me que este tipo de conteúdos é mais exigente, no sentido de que tem de se reciclar todos os dias para poder ser sempre interessante e apetecível para o público. Tem de haver constantemente jogos e desafios novos.

 

Portanto, esgota-se com alguma facilidade.


Se não houver capacidade de estar sempre a mudar. E nós isso temos feito. Estamos sempre a introduzir novidades e a mudar as regras, exactamente para quando o espectador liga o ecrã ter curiosidade para ver o que vai suceder naquele dia. Isso dá bastante trabalho, fazendo com que às vezes os resultados sejam melhores, e outras vezes, menos bons. Mas é a lei da vida e a mim não me preocupa.

 

Está realizada com o que se encontra a fazer neste momento?


Sempre me senti realizada com todos os projectos que fiz. Tal como não sou nostálgica, também não sou uma pessoa que esteja aqui e com suspiros em relação ao amanhã. Sou muito pés bem assentes na terra. Quem vive assim, vive sempre em ansiedade e nunca desfruta do presente. Só aproveitando cada momento é que faz sentido, senão é um passar pela vida e não um viver a vida.

 

Foi dona das manhãs e tardes da SIC e tinha um público muito leal. Qual tem sido a reacção das pessoas?


Sou e sempre fui muito acarinhada pelas pessoas. O que mais referem é que nunca me tinham imaginado a fazer um programa assim, sempre aos pinotes e aos saltos. Perguntam-me se não me canso e eu respondo que entretanto já me habituei. Ao princípio custava-me, mas agora não. Não tenho razão de queixa das abordagens que me fazem na rua.

 

Mas os espectadores ainda estranham vê-la na antena de outro canal.


Acho que sim. Foram muitos anos, e sempre associada àquele género de formatos. As pessoas estão a aprender a aceitar que há outra Fátima para lá daquela que conheciam, que, no entanto, cá continua e voltará.

 

Tem sido um desafio interessante? Está a testar-se?


Sim, pois eu própria não tinha noção de até onde conseguiria estar, a nível de entretenimento, uma hora e meia sozinha, isto é, quase sem interargir.

 

Fala-se de um novo formato que estará a ser preparado para si. Pode adiantar alguma coisa?


Não posso. Não confirmo nem desminto, para já não posso dizer nada. Mas 2011 será, por certo, um ano bom.

 

NOTÍCIA E FOTO JN

publicado por Portugal TV às 18:08
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
27
29
30
31
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
pesquisar neste blog
 
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
23
24
25
27
29
30
31