28 de Fevereiro de 2011

 

Na verdade, este post seria até escusado não houvesse também o objectivo de informar quem vê ou pretende ver ambos os programas. Mas o certo é que, depois de semanas a promover os Ficheiros Médicos, a SIC retirou-o da grelha de programas sem qualquer aviso prévio.

 

Qual é a novidade? Nenhuma, já que o canal de Carnaxide é "useiro e vezeiro" nesta prática. A promoção, agora, é à nova temporada de Histórias com Gente Dentro, cujos resultados de audiência já provaram ser melhores do que os de Ficheiros Médicos.

 

Ainda assim, o respeito pelos telespectadores exigia mais. A fidelização do público exigia mais. Acredito que até poderão ser poucos os que ficarão desiludidos pelo desaparecimento súbito e prematuro de Ficheiros Médicos. Mas esses "poucos" deixarão a SIC magoados e desiludidos. O pior tipo de sentimento que um canal pode provocar no público, numa altura particularmente difícil em termos de audiências.

 

Ficheiros Médicos foi, no entanto, uma aposta arriscada. Um verdadeiro programa de serviço público que, confesso, me surpreendeu por ser exibido pela SIC e não pela RTP. Ficheiros Médicos foi uma pedrada no charco na habitual grelha da SIC. Uma lufada de ar fresco que rapidamente e lamentavelmente, se esfumou.

 

Dir-me-ão que as obrigações de um canal privado não se coaduna com eventuais audiências decepcionantes. Mas se é assim, porque o compraram? Será que alguma vez, alguém da SIC, contava bater as novelas da TVI com um programa técnico-científico?

 

Com certeza que não e, assim sendo, os telespectadores mereciam mais respeito. Somente isso: RESPEITO!

 

EU JORNALISTA

 

 

publicado por Portugal TV às 19:16

 

O mercado das transferências televisivas está a atingir o auge, mas os primeiros acontecimentos tiveram lugar ainda em 2010. O CM sabe que foi a aproximação da TVI a Clara de Sousa, no Verão passado, que motivou a SIC a atribuir subsídios aos pivôs.

 

A sondagem à jornalista surgiu na mesma altura em que Fátima Lopes trocou o Carnaxide por Queluz de Baixo.

Questionada sobre o convite, a jornalista diz que "não faz sentido alimentar uma não notícia".

 

Certo é que, na mesma altura, Rodrigo Guedes de Carvalho esteve na redacção da TVI e foi visto junto ao gabinete da administração, liderada por Bernardo Bairrão.

 

De resto, foi em Setembro que ficou fechada a atribuição de subsídios aos pivôs da SIC, apesar de só em Janeiro estes começarem a ser pagos. A notícia foi revelada pelo CM e gerou polémica, com a redacção a não reagir bem. A 4 Fevereiro teve lugar um plenário, durante o qual jornalistas, técnicos e produtores consideraram que era uma medida injusta.

 

Nesse dia, foi criada uma Comissão de Representantes que se reuniu com Luís Marques, director-geral, Francisco Pedro Balsemão e Alcides Vieira, director de Informação. Os responsáveis informaram que esta era a primeira medida do novo Plano de Carreiras (a terminar em 2013), que vai representar um corte nas categorias profissionais de 100 para 38.

Na altura, a SIC garantiu que iria rever algumas remunerações.

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 19:01

Judite de Sousa colocou hoje uma mensagem de despedida na sua página do Facebook. A directora-adjunta de informação da RTP está de partida para a TVI, juntamente com José Alberto Carvalho.

 

Na sua página pode ler-se: "Começei a trabalhar na RTP com 18 anos. Entrei por concurso público. Conheci o pai do meu filho na RTP. Conheci o meu actual marido na RTP. Fui operada em Hong-Kong quando trabalhava para a RTP. Foram 32 anos da minha vida. Decidi que é chegado o momento de mudar. De arriscar. De viver novas experiências. De conhecer novas pessoas. De renascer. Saio com a consciência de que fui uma boa trabalhadora. Leal e empenhada. Conto com a vossa amizade e carinho."

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 18:59
25 de Fevereiro de 2011

 

Depois das contratações entre canais na área da programação, chegou a vez da área da informação. José Alberto Carvalho e Judite de Sousa, director e subdirectora de informação da RTP, já deram o sim à TVI e vão formar a nova equipa directiva do canal de Queluz após o anúncio da saída de Júlio Magalhães da direcção de informação da estação.

Ontem, José Alberto Carvalho dirigiu, como habitualmente, a reunião semanal de planeamento com os edi- tores e coordenadores das várias secções, tendo confirmado aos presentes que tinha sido convidado para a TVI e que estava inclinado a aceitar o convite. À noite chegou a confirmação oficial da saída sobre a qual se especulava: "O director de Informação da RTP e a directora adjunta apresentaram hoje a demissão da empresa". Os jornalistas ponderavam há alguns dias os convites e ontem tomaram a decisão, que já era do conhecimento de várias pessoas na RTP, apurou o PÚBLICO.

Com eles pode também ir Maria José Nunes, directora adjunta de meios de produção da RTP e ainda outros profissionais do canal público. A contratação de José Alberto Carvalho e de Judite de Sousa, duas das caras mais populares da informação televisiva e imagem de marca do canal público, vem engrossar as trocas de personalidades televisivas que mudaram de casa: Fátima Lopes trocou a SIC pela TVI no Verão passado e Júlia Pinheiro voltou em Janeiro à SIC, de onde saiu em 2002, depois de seis anos na TVI. E Manuela Moura Guedes, que protagonizou uma das mais polémicas saídas da TVI, assinou com a SIC para um programa na área de informação que Carnaxide ainda não anunciou quando vai começar.

Marcada por uma informação mais popular, no meio poucos arriscam falar sobre o que pode significar agora a contratação de José Alberto Carvalho e Judite de Sousa pela TVI. Mas fala-se de uma possível mudança de paradigma na informação em Queluz, à imagem daqueles que serão os novos responsáveis das notícias da estação.

Isto depois de ter sido anunciado que Miguel Paes do Amaral fechou a compra de 10 por cento da participação da Prisa no grupo da TVI, por mais de 34,9 milhões de euros. O empresário, que vendeu a participação no grupo da TVI em 2007, volta assim a Queluz, sendo que é conhecido o confronto que tinha com Manuela Moura Guedes, na altura na direcção de informação.

"Acredito que há vontade de mudar de paradigma. Havia ali uma tendência "tabloidesca". Era preciso fazer alguma coisa. Paes do Amaral defendia já que isso não era preciso numa estação que já era líder", lembra o crítico de televisão Jorge Mourinha.

"Agora que José Eduardo Moniz já não está na TVI, essa mudança tem toda a lógica se o canal quer ser competitivo na informação. E tinham de ir buscar alguém de fora", acrescenta Mourinha, para quem "entre a RTP, que é líder na informação, e a SIC, que construiu uma imagem de credibilidade, era a TVI que tinha de mudar".

Na TVI ainda não foram comunicadas as novidades à redacção. Anteontem, o Conselho de Redacção reuniu-se, tendo emitido um comunicado onde mostra preocupação com a actual fase de instabilidade.

Já na RTP, a perda de dois operacionais que eram não só imagem da estação como eram decisivos nas principais decisões da redacção, também é vista com apreensão. A solução para preencher o vazio deixado passará, para já, pelos subdirectores José Manuel Portugal, Luís Costa e Miguel Barroso, que assumem interinamente.

A informação da RTP, nomeadamente o histórico Telejornal, um dos mais antigos programas da televisão portuguesa, é líder de audiências no segmento (ver gráfico ao lado). Já a informação da TVI disputa o segundo lugar na audiência com a SIC, canal que tem como imagem de marca a informação e que é líder no segmento mais desejado pelos responsáveis comerciais: nas classes mais altas e na faixa etária 25-54, com mais poder de compra.

NOTÍCIA E FOTO JORNAL PÚBLICO
publicado por Portugal TV às 11:59
24 de Fevereiro de 2011

Judite Sousa aceita convite da TVI

15h45m

Dina Margato
 

A directora-adjunta da Informação da RTP, Judite de Sousa, também aceitou o convite da TVI, juntando-se deste modo a José Alberto de Carvalho.

 

A "Grande Entrevista" desta noite, com Judite de Sousa, foi substituída por um programa "Especial Informação". E ao que o JN apurou, a proposta feita ao número dois da Informação da estação pública foi convincente. Judite de Sousa segue José Alberto Carvalho.

 

Entretanto, o director de Informação da RTP comunicou esta quinta-feira à sua equipa os motivos da sua saída. Em síntese, disse, o novo desafio implica "liderar um novo projecto".

 

NOTICIA JORNAL DE NOTICIAS

publicado por Portugal TV às 17:14

 

No dia em que Miguel Pais do Amaral anunciou o regresso à Media Capital, José Alberto Carvalho, director de Informação da RTP, é apontado como o sucessor de Júlio Magalhães, que se demitiu na terça-feira do mesmo cargo na TVI.

  

Questionado pelo CM, o empresário adianta que é apenas "accionista", e que não faz parte do conselho de administração da empresa, pelo que considera ser "prematuro estar a dar opinião sobre nomes", recusando falar sobre a saída de Júlio Magalhães da estação. Contudo, recorda que a sua linha para a Informação é "amplamente conhecida". Pais do Amaral, que foi dos maiores críticos ao estilo jornalístico de Manuela Moura Guedes, deverá ter em breve peso nas decisões da TVI.

 

Questionado sobre o nome de José Alberto Carvalho para a direcção de Informação da TVI, o empresário não quis comentar.

"Não há nada fechado, pelo que preferimos não comentar", foi também a posição oficial da TVI.

 

Além do jornalista da RTP, estão ainda em cima da mesa outros nomes, como Luís Sobral, director editorial do IOL, que já pertenceu à direcção de Informação da TVI. "É normal que dentro de pouco tempo se conheça quem substituirá Júlio Magalhães, mas ainda é prematuro", sublinha fonte da TVI.

 

Da parte da RTP, o comentário oficial é apenas de que "José Alberto Carvalho é o director de Informação da RTP." Contudo, o Correio da Manhã apurou que a saída do responsável é dada como garantida dentro da estação, onde apenas se aguarda o anúncio oficial.

Entretanto, a TVI continua à procura de director de Programas, e José Fragoso, que ocupa as mesmas funções na RTP, é apontado como uma forte hipótese .

 

Júlio Magalhães demitiu-se no jantar do 18º aniversário da TVI, onde disse que estava "na hora" de sair de um cargo onde estava desde Setembro de 2009. Nessa altura, o jornalista afirmou que estava "a prazo". Até ao fecho desta edição, o CM tentou contactar José Alberto Carvalho, Júlio Magalhães, Bernardo Bairrão, Luís Sobral e João Cotrim de Figueiredo, mas nenhum esteve disponível.

 

PAIS DO AMARAL PAGA 35 MILHÕES POR 10% DA TVI

 

Miguel Pais do Amaral assegurou a compra de 10% da Media Capital, dona da TVI, por 34,9 milhões de euros. O empresário tem ainda a opção de compra sobre mais acções da empresa, podendo atingir 29,69% do capital. Se o preço for o mesmo (4,14 euros por acção), Pais do Amaral pagará mais 68,9 milhões de euros. Ao CM, o empresário revelou que não existe nenhum acordo que lhe garanta um lugar na administração da Media Capital, mas explica que é "natural que o conselho de administração reflicta a estrutura de capital" do grupo.

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 12:15

 

 

O empresário Pais do Amaral formalizou o regresso à estrutura da TVI com a compra de 10 por cento da Media Capital por 35 milhões de euros, informou a Prisa, que detém a empresa, junto do regulador espanhol.

 

 

As acções da Media Capital seguiram esta tarde suspensas no índice PSIGeral, revelou a CMVM em comunicado, até à divulgação de "informação relevante" sobre a empresa, medida que surgiu depois da imprensa noticiar que seria esta quarta-feira formalizado o regresso de Miguel Pais do Amaral à TVI.  

Os títulos da Media Capital foram adquiridos pelo empresário ao preço a 4,14 euros cada.

Pais do Amaral foi presidente da Media Capital até 2005, quando vendeu a empresa à espanhola Prisa.

A empresa opera em 22 países, em rádio, televisão, imprensa e edições de livros, designadamente escolares, estando também presente em Portugal através da sua própria editora, Santillana, que integra as portuguesas Constância Editores e Editora Objectiva.

A Media Capital apresentou esta semana os números de 2010, com o resultado líquido a recuar 30 por cento no ano passado para 12,4 milhões de euros, face aos 17,6 milhões de euros obtidos em 2009. 

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 12:13

 

 

A SIC Notícias decidiu suspender o programa Plano Inclinado em que Mário Crespo contava com o comentador da estação Medina Carreira para debater a situação económica do país. O canal não avança nada em concreto sobre o futuro do programa, que ia para o ar ao sábado à noite.

 

 

“Estamos a ponderar uma nova estratégia para o programa, como já aconteceu noutras situações. Estamos a pensar o que queremos para o programa no futuro”, disse ao PÚBLICO António José Teixeira, director do canal.

Para o responsável a suspensão do programa faz parte de "uma estratégia de renovação”. Teixeira não diz se o programa volta. “Mas não há nenhum programa novo para aquele lugar de grelha”, confirma.

Plano Inclinado estreou em Novembro de 2009.

 

NOTICIA JORNAL PÚBLICO

 

publicado por Portugal TV às 12:11
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
19
20
26
27
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
19
20
26
27