23 de Fevereiro de 2009

tvcinema

O programa de Nuno Graciano nunca fez propriamente maus resultados. Aliás, desde o início, que Não Há Crise é uma das principais armas da artilharia de Nuno Santos.

 

Os resultados têm oscilado entre meramente satisfatórios e muito bons, sobretudo quando este programa low-cost de apanhados consegue ultrapassar as novelas da TVI, algo que tem acontecido por diversas vezes.

 

Este Domingo, Nuno Graciano conseguiu mesmo ultrapassar todos os programas. Não Há Crise bateu todos os recordes e conseguiu ser o programa mais visto do dia. O programa da SIC conquistou 12,9% de ratio de 32,9% de share.

 

Curioso é o facto deste resultado ter surgido na sequência de, mais uma vez, Nuno Santos ter feito mexidas na grelha. Ao contrário do que diz o site da SIC, esta semana houve mudanças na programação de fim-de-semana.

 

Isto porque, desta vez  VIP Manicure foi emitido no Sábado, sendo que, no Domingo, Não Há Crise foi emitido no horário das manicures. Pelos vistos, a mudança valeu a pena, sobretudo para os programa de apanhados.

 

Também o Jornal da Noite conseguiu entrar para o TOP5, tendo sido os restantes lugares da tabela ocupados por programas da TVI.

 

Na conta geral do dia, a liderança pertenceu à SIC. 28,3% da SIC, contra 25,2% da TVI e 22,9% a RTP.

publicado por Portugal TV às 13:16

 

A novela brasileira A Favorita saiu de cena em grande. Depois de um início penoso, e por vezes ate humilhante, a trama brasileira conseguiu nos últimos meses conquistar excelentes resultados.

 

O último episódio da Favorita, emitido esta sexta-feira, conquistou o honroso resultado de 37,3% de share e 8% de ratio.

 

A novela Olhos nos Olhos, da TVI, ficou bem atrás - como aliás vinha sendo habitual - conquistando apenas 28,8% de share e 6,2% de ratio.

 

A ver pela amostra do que aconteceu no Sábado, o pior está agora para vir. Pelos resultados alcançados, pode desde já concluir-se que O Caminho das Indias não tem mostrado "pedalada" para acompanhar os bons resultados da antecessora.

 

Este Sábado, Caminho das Indias fez uns míseros 20,8% de share e 5,6% de audiência média...

 

publicado por Portugal TV às 13:06
22 de Fevereiro de 2009

Rodrigo Costa, presidente da Zon Multimédia, e Carlos Pinto Coelho, porta-voz da Telecinco

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) recusou ontem as propostas da Zon e da Telecinco para o 5º canal. Na primeira, os meios técnicos e recursos humanos são insuficientes, a segunda não demonstra viabilidade económico-financeira.

A Zon considera que a sua "candidatura responde a todos os requisitos do caderno de encargos". Mas, tal como a Telecinco, irá "prestar os esclarecimentos necessários".

Para a Telecinco, a decisão do regulador, presidido por Azeredo Lopes, foi "uma grande surpresa". Segundo o porta-voz, Carlos Pinto Coelho, as audiências de 20% a 25% de share previstas no primeiro ano (mais do que a SIC), consideradas "irrealistas" pela ERC, serão "justificadas com a grelha de programas". A mesma que irá suportar a captação de 65 milhões de euros de publicidade (a RTP apresentou 50 milhões em 2007).

 

A viabilidade económica da Telecinco foi analisada pelo Centro de Estudos de Gestão Empresarial da Universidade Nova de Lisboa. Para Pinto Coelho, este "não tem qualquer experiência em TV e não se pode contrapor a um grupo de profissionais experientes como nós".

 

Os meios técnicos e humanos apresentados pela Zon foram considerados "insuficientes" pela ERC. "Mesmo admitindo a hipótese, ilegal [...], de os seis jornalistas afectos ao projecto não disporem de dias de descanso e de férias", as funções seriam "inalcançáveis", diz o relatório do regulador. Este conclui que "a Zon II não atinge patamares mínimos que permitam" a sua admissão.

 

DEZ DIAS PARA A AUDIÊNCIA DE INTERESSADOS

 

A decisão que a ERC tomou ontem não é definitiva. Nos próximos 10 dias será efectuada uma audiência de interessados, isto é, quer a Zon, quer a Telecinco podem apresentar documentos para sustentar as suas propostas iniciais, uma vez que não podem alterá-las. Depois a ERC tem 10 dias para pronunciar-se e outros três para publicar a decisão em Diário da República. Caso as empresas não aceitem a deliberação poderão recorrer ao contencioso. Se a ERC mantiver a posição e as empresas a acatarem e desistirem, é ao Governo que cabe decidir se reinicia todo o processo.

 

RANGEL AJUDA NA CANDIDATURA DA TELECINCO

 

Emídio Rangel foi contratado como consultor externo da Zon para desenvolver uma proposta para o 5º canal. Depois de ter sido vetada pela administração, por questões financeiras, Rangel acabou por associar-se à candidatura dos quatro amigo e da filha Ana Rangel. Depois de afirmar ao CM "o Emídio é um dos nossos", Carlos Pinto Coelho esclarece que o fundador da SIC e da TSF terá um papel importante nesta fase, em que as duas empresas terão de prestar esclarecimentos à Entidade Reguladora. "Obviamente, ele vai estar a trabalhar connosco."

 

OS MOTIVOS QUE LEVARAM À EXCLUSÃO DO CONCURSO

 

TELECINCO:

 

- A proposta não apresenta o estudo/análise de mercado exigido pelo caderno de encargos

- Não tem em consideração a realidade do mercado dos serviços de programas televisivos generalistas de âmbito nacional estimando um share entre os 20 e os 25%

- Quer os valores apresentados de captação de audiências, quer os de receitas publicitárias (65 milhões de euros/ano) não podem ser aferidos quanto à sua razoabilidade e credibilidade, revelando aqui insuficiência de informação e detalhe

- Não inclui elementos que permitam confirmar projecções e estimativas com razoabilidade

- Estimativas relativas a merchandising e outros proveitos carecem de detalhe

- Proposta não toma em consideração a actual conjuntura económica

 

ZON II

 

- Não inclui meios destinados à produção de conteúdos, não sendo possível avaliar a qualidade dos mesmos

- Não é considerada a hipótese de dotação de recursos humanos de forma cautelosa

- O número de jornalistas afectos ao projecto, que no total é de seis, é considerado insuficiente

- De acordo com o relatório não é concebível, numa avaliação ponderada, que a exploração operacional se possa garantir apenas com onze profissionais

- Também não é pensável que a continuidade/emissão de uma estação de cobertura nacional seja confiada apenas a uma pessoa

- No que diz respeito ao planeamento de operações, não estão previstos quaisquer recursos humanos

 

Márcia Bajouco

 

 

NOTICIA E FOTO CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 01:17
19 de Fevereiro de 2009

Fátima Lopes, na recta final da gravidez de Felipe, passou a condução do seu programa Fátima, que a SIC transmite todas as manhãs, a Merche Romero e Carlos Ribeiro no dia 5 de Fevereiro. Merche Romero e Carlos Ribeiro deverão ficar à frente do programa cerca de três meses, período durante o qual Fátima Lopes ficará em casa a tomar conta do seu bebé.

 

Na primeira emissão à frente do Fátima, a nova dupla registou 3.4% de audiência média e 31% de share, que foi o melhor registo alcançado pelo programa este ano. Nas sete emissões transmitidas entre 5 e 11 de Fevereiro, o Fátima alcançou 2.4% de audiência média e 25.1% de share.

 

 

 

 

Os 7 programas foram vistos por 2.881.600 indivíduos residentes em Portugal Continental com 4 anos e mais anos, o que se traduz num contacto de 30.5% dos indivíduos.

 

 

 

 

No perfil de audiência, este programa regista a melhor adesão no Interior. Por classe social, domina Classe D que é responsável por 50% da audiência do programa. Por Género, a melhor adesão pertence à população feminina. Por faixa etária, o melhor comportamento manifesta-se junto da população com mais de 64 anos, com cerca de 40% da audiência.

 

 

Fátima Lopes apresentou este ano 23 programas que detêm 2.5% de audiência média e 25.8% de share. A melhor performance registou-se a 20 de Janeiro, quando o Fátima obteve 3.1% de audiência média e 29.6% de share. Os cinco melhores programas deste ano do Fátima foram:

 

 

 

 

Análise realizada pela MediaMonitor com base em dados retirados do MMW/Telereport.

publicado por Portugal TV às 22:55

 

Quantas vezes todos já ouvimos e lemos José Eduardo Moniz dizer que "não copia a concorrência" que, "primeiro age e os outros é que reagem" que, a TVI prima pela "originalidade" e que tudo o que canal faz é sempre "o mais" qualquer coisa.

 

As novelas são as mais bem produzidas, as series têm os maiores elencos, os actores são os melhores e os mais caros e até o novo canal de notícias da TVI vai ser o mais inovador.

 

Como dizem os americanos... "bull shit"! Ontem a SIC agiu, Moniz reagiu! Ontem a SIC "inovou", a TVI "copiou". Falo claro está, da programação de ontem em ambos os canais. Há mais de uma semana, que o canal de Carnaxide andava a anunciar que ontem emitiria uma Maratona de Humor.

 

À pressa, em cima do joelho, e correndo atrás do prejuizo de ter que REAGIR, Moniz inventou uma fantochada: "Você na TV - A minha mulher é linda!"

 

Só o título do programa é no mínimo, pindérico, ôco, lamechas e do mais básico que há. Propunha aliás, que da próxima vez que a SIC fizer uma maratona qualquer  - nem que seja na Ponte Vasco da Gama - a TVI crie o "Você na TV - os meus filhos são lindos", ou então, o "Você na TV - o meu cão é lindo", quiçá se não poderão fazer também o "Você na TV - a minha casa é linda".

 

Justiça seja feita, Moniz conseguiu inventar um plano de emergência eterno, bem ao estilo por exemplo, de Anjo Selvagem que durou e durou e durou... Com estas versões de que "o que é meu é lindo", a TVI tem asseguradas milhares de emissões especiais para combater a concorrência.

 

Mas vamos aos números... Se de manhã, a "mulher linda da TVI" vendeu muito bem, assegurando o já habitual primeiro lugar, durante a tarde, nem mesmo a beleza da tipa lhes valeu.

 

A versão matinal da "mulher linda" da TVI fez 31,9% de share e 2,7% de ratio. Em segundo lugar ficou a RTP. Praça da Alegria fez 26,6% de share e 2,2% de ratio. A SIC ficou no habitual 3º lugar com 26,1% de share e 2,2% de audiência média, o que representa uma ligeira subida quando comparado com a audiência do Fátima.

 

Durante a tarde é que mudou tudo. A maratona do Humor, atirou a "mulher linda" da TVI para o segundo lugar. O programa da SIC fez 26,5% de share e 3,2% de ratio. A TVI com a sua mulher ficou-se pelos 27,9% e 3% de ratio. Ou seja, apesar da TVI ter feito maior share, na prática, foi o programa da SIC que conquistou mais espectadores.

 

Já o Portugal no Coração, com o seu especial sobre Gago Coutinho, bateu no fundo conquistando apenas 14,9% de share e 1,5% de ratio.

 

 

NOVELAS BRASILEIRAS DA SIC BATERAM RECORDES:

 

Ontem a Favorita bateu o seu recorde de share: 42,2% (a média é 33%), e a Caminho das Indias também alcançou o seu melhor resultado com 26,9% de share.

 

publicado por Portugal TV às 12:37
18 de Fevereiro de 2009

17 de Fevereiro ficará na história do Nós Por Cá como o dia em que o programa atingiu o seu melhor resultado desde que se tornou diário.

 

Conceição Lino e a sua equipa conquistaram ontem a preferência de 28.3% dos telespectadores (a média é 21%), o que corresponde a 9,6% de audiência média (a média é 7,7%).

 

Com este resultado, o Nós Por Cá também conseguiu "morder os calcanhares" ao Preço Certo. Esta terça-feira, Fernando Mendes não foi além de 31,1% de share e 10,6% de ratio.

 

Para esta subida do Nós Por Cá, muito contribuiu o facto de, à mesma hora, a TVI emitir um jogo de futebol de "pouca importância". O Vitória de Guimarães vs Estrela da Amadora, para a Taça de Portugal, ficou até abaixo da audiência do Nós Por Cá, não indo além de 8,4% de ratio e 24,5% de share.

 

E este resultado leva-nos a outra conversa. Como já disse em anteriores posts, está cada vez mais provado que a aposta da TVI na Taça de Portugal saiu furada. Moniz foi atras daquilo que a SIC fez no ano passado, mas correu-lhe mal.

 

O director da TVI abriu os cordões à bolsa, na esperança de ter jogos entre os grandes até ao final da competição. Isso mesmo, valeu aliás à SIC no ano passado, excelentes resultados de audiências.

 

Sucede que, este ano, o único grande ainda em prova é o FC Porto, e como toda a gente sabe, jogos do Porto não são garante de boa audiência. Para ajudar à festa, a TVI ainda tem que emitir jogos como os de ontem que, não só não trazem bom share, como ainda atiram o canal para baixo.

 

Ironia do destino, os jogos da Taça da Liga este ano comprados pela SIC, mais parecem uma repetição da Taça de Portugal do ano passado, com os 3 grandes a chegarem novamente às meias-finais, estando já garantido um clássico na final.

 

JORNAL DA NOITE EM 4º LUGAR

 

Também graças ao jogo na TVI e a reportagens "especiais" emitidas ontem no principal bloco noticioso da SIC, o Jornal da Noite conseguiu ultrapassar a RTP. O jornal da SIC conquistou 13% de ratio e 31,2% de share.

publicado por Portugal TV às 10:59
17 de Fevereiro de 2009

Não se pode dizer que tenha sido uma má entrada em cena. Sobretudo se tivermos em conta que, como é habitual, à mesma hora a TVI emitia a sua grande novela do horário nobre: A Flor do Mar.

 

Aliás, olhando para a grelha da TVI de ontem verifica-se que Moniz fez alterações para responder à estreia de Caminho das Indias. Exemplo disso, é o facto de ter retirado da grelha a emissão da "segunda parte" de Feitiço de Amor após o Jornal Nacional.

 

E assim sendo, o director da TVI fez-se valer do seu maior trunfo e esticou-o ao máximo. O episódio de ontem teve 108min e "caiu" bem em cima das duas apostas de horário nobre da SIC: Tá a Gravar e Caminho das Indias.

 

Mesmo assim, a nova novela brasileira da SIC conseguiu uns "milagrosos" 24,2% de share e 8% de audiência média. Quem acabou por sofrer mais com as mexidas da grelha da TVI foi o Tá a Gravar que fez o seu pior share do ano: 20,7%.

 

Já a Favorita - cujos últimos episódios são emitidos esta semana, apesar da SIC os andar a anunciar já há 3 semanas - conseguiu mais uma vez vencer o "elo mais fraco" da TVI. Olhos nos Olhos voltou a perder para Carnaxide. A novela brasileira fez 35,3% de share enquanto a portuguesa se ficou pelos 28%.

 

Quanto ao sucesso de Caminho das Indias será preciso esperar para ver. Os resultados desta semana de estreia, com certeza trarão mais dados que permitam tirar conclusões mais concretas acerca do futuro da novela.

 

Mas claro está que, o sucesso da novela da SIC dependerá sempre da resposta da TVI. Sejamos honestos...

publicado por Portugal TV às 12:54

 Mário Crespo entrevista

Na avaliação de Janeiro, a Associação de Telespectadores elogia as séries “Liberdade 21” (RTP), “Equador” (TVI) e a entrevista de Mário Crespo, na SIC.

 

 

Segundo a entidade, Crespo introduz um “estilo inteligente, episodicamente a roçar o ríspido, mas, sem quebra de ética deontológica”.

As notas negativas foram para “Preço Certo” (RTP), “Não há crise” (SIC) e “Jornal Nacional” (TVI).

 

NOTICIA JORNAL DE NOTICIAS

 

publicado por Portugal TV às 00:23
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
20
21
24
25
26
27
28
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
14
15
16
20
21
24
25
26
27
28