29 de Setembro de 2008

 

 

Catarina Furtado e os Gato Fedorento são as grandes apostas da RTP e SIC respectivamente, que prometem animar as noites invernosas de Domingo.

 

A RTP foi buscar a "super-estrela" Catarina Furtado para "combater" o "super-sucesso" Gato Fedorento. A primeira batalha foi este Domingo. A vitória foi para a SIC.

 

O programa da RTP dedicado à música ficou-se pelos 6.4% de audiência e 16.4% de share, enquanto que os Gato fizeram um pouco melhor: 8.5% de audiência e 20.9% de share.

 

Mas a dureza das batalhas domingueiras promete intensificar-se nas próximas semanas, já que, a estreia do novo programa dos Gato "Zé Carlos", está apenas marcada para o próximo Domingo dia 5, véspera de aniversário da SIC.Programa de música

 

Só a partir daí é que se poderá avaliar o real potencial da nova versão SIC dos Gato Fedorento. Seja como for, a "coisa" promete, visto que, tendo sido o programa deste Domingo uma mera apresentação do "Zé Carlos", é possível que as próximas semanas tragam bons resultados para Carnaxide.

 

Regresso dos Gato à SIC

 

Até aqui, pouco tenho escrito acerca da maior conquista da SIC: os Gato Fedorento. Nuno Santos saiu da RTP e com ele levou as estrelas de maior ascenção e reconhecimento público do canal do Estado.

 

Os Gato regressaram à SIC e disseram que regressaram a casa. Mas a este propósito, é preciso recordar a saída do quarteto humorístico de Carnaxide. O que se sabe é que, na altura, os Gato abandonaram a SIC em conflito com o então director de programas Francisco Penim, ironicamente, o homem que os lançou na SIC Radical.

 

Lembro-me perfeitamente dos tempos em que os Gato Fedorento eram apenas dois: Ricardo Araújo Pereira e José Diogo Quintela. Faziam um sketch de humor no programa da Radical chamado "O Perfeito Anormal", que era apresentado por Nuno Markl e Fernando Alvim.

 

O sucesso - completamente merecido - levou-os a novos voos e novos programas. E foi passado uns anos que acabaram por abandonar a SIC. "Reza a lenda" que na altura, Francisco Penim manifestou-lhes a intenção de que o programa passasse para a SIC generalista.

 

O quarteto recusou, alegando que o programa "não era produto para um canal generalista". Ora, tendo em conta este argumento, foi com bastante surpresa que pouco depois surge a notícia de que os 4 iam ter um programa na RTP1, então liderada por Nuno Santos.

 

Agora, os Gato estão de volta à SIC, desta vez, à generalista e prometem ser uma das principais apostas da estação. Assumindo que as notícias que saíram na altura são verdadeiras, deixo a mesma pergunta que me fiz na altura em que estrearam na RTP: então agora, já são produto para um canal generalista?

 

Seria interessante saber o que mudou...

publicado por Portugal TV às 12:31
28 de Setembro de 2008

 

A RTP-N estreia a nova imagem no dia 29, com ‘À Noite as Notícias’, um bloco informativo, cuja primeira emissão será conduzida por Carlos Daniel. O director adjunto do canal, que se mantém no Porto, alterna a apresentação do novo jornal com João Adelino Faria, ex-pivô da SIC Notícias, que fica em Lisboa.

Para preparar a nova cenografia do canal sediado na Invicta, a emissão deste fim-de-semana será feita a partir de Lisboa.

 

‘À Noite as Notícias’ pretende ser "um superjornal", com notícias, entrevistas e debates e a opinião dos comentadores Bagão Félix (ex-ministro das Finanças), Correia de Campos (ex-ministro da Saúde), Nuno Melo (deputado do Partido Popular) e António Borges (vice-presidente do PSD).

 

NOTICIA CORREIO DA MANHÃ

publicado por Portugal TV às 15:58
26 de Setembro de 2008

Ainda antes de ir para o ar, o Benfica TV já está envolto em polémica. A ZON TV Cabo terá, alegadamente, enviado um documento à sua força de vendas em que alerta para possíveis "problemas técnicos e baixa qualidade de imagem" na primeira emissão experimental do Benfica TV – numa fase inicial exclusivo do MEO, da Portugal Telecom (PT) – que a 2 de Outubro transmite, em directo, o jogo Benfica-Nápoles.

Contactado pelo CM, Paulo Camacho, director de Comunicação da ZON, frisou: "Alguém está interessado em criar polémica entre a ZON e o Benfica, que não vamos alimentar. Até porque estamos cientes de que, no futuro, teremos esse canal na nossa oferta."

Já o director de Comunicação do Benfica, João Gabriel, mostrou-se surpreendido: "A única coisa que digo é que os actos ficam para quem os pratica..."

 

O documento a que o CM teve acesso alerta ainda para o facto de a TV dos encarnados ser exclusiva do MEO apenas no período de lançamento e de o tempo de instalação do mesmo ser "de, pelo menos, uma semana, o que inviabiliza os novos clientes de ver o jogo." Frisa ainda que a transmissão dos jogos do Benfica será em diferido, o que, no entanto, só se aplica aos jogos da Liga (cujos direitos são da Oliverdesportos).

 

Ao CM, a PT garante que "o processo de instalação é suficientemente rápido para garantir o visionamento do desafio", não se pronunciando sobre as outras questões.

 

NOTÍCIA CORREIO DA MANHÃ

Correio da manhã

 

publicado por Portugal TV às 13:37
24 de Setembro de 2008

 

A terceira edição do programa Momento da Verdade (SIC) foi o mais visto desde a estreia.

 

30,5% dos telespectadores preferiram ver o programa de Teresa Guilherme, em detrimento das novelas Feitiço de Amor e A Outra da TVI. Ao todo, o Momento da Verdade de ontem, teve uma audiência média de 12,8%, o que o colocou no 4º lugar do TOP 5 dos programas mais vistos do dia. Pela segunda semana consecutiva, o Momento da Verdade ultrapassa a audiência da novela Fascínios da TVI (12,1%).

 

Estes foram os melhores resultados obtidos pelo programa, já que a média de share é 28,2% e a audiência média habitual fica-se pelos 11,6%.  

 

O pico do programa de ontem foi atingido às 22h59, numa altura em que o programa foi visto por 43% dos telespectadores, conquistando 16,6% de audiência média. Pela primeira vez, uma mulher sentou-se na "cadeira das verdades". Cátia Pereira, uma mulher cigana do norte, parece ter suscitado muita curiosidade nos telespectadores.

 

Claro está que a polémica que o programa tem provocado e que tem sido alimentada pelos jornais, também ajudou a estes resultados.

 

Confirma-se assim a tendência de subida das audiências do programa que atinge novos recordes a cada edição. Na semana passada, o programa conquistou 29% de share e 12,5% de audiência e ficou no 4º lugar do TOP 5.

 

A estreia do programa é que não correu tão bem. No dia 9 de Setembro, o Momento da Verdade conquistou apenas 24,4% de share e 9,3% de audiência média.

 

Com esta linha de audiências ascendente é bem possível que uma nova época de Momento da Verdade esteja em preparação nos gabinetes de Carnaxide.

publicado por Portugal TV às 09:38
23 de Setembro de 2008

'O Momento da Verdade'Apesar da polémica e das duras críticas, as inscrições para ‘O Momento da Verdade’ (SIC) aumentaram significativamente desde a exibição do primeiro programa, no passado dia 9.

 

'Tem havido muito mais inscrições desde a estreia. Devido a este interesse do público, os castings vão continuar', adianta à Correio TV Pedro Curto, da produtora CBV, responsável pelo formato em Portugal. Enquanto isso, os concor-rentes que já passaram pelo polígrafo tentam lidar com as consequências da sua sinceridade em público. Luís Miguel Carvalho assumiu que traía a companheira, Márcia Brandão, enquanto José Nogueira confessou que era capaz de ter relações homossexuais a troco de dinheiro. E o pior é que Teresa Guilherme promete perguntas ainda mais duras nas próximas semanas. A apresentadora acredita, contudo, que não é o dinheiro nem a fama que levam os participantes a ‘confessarem-se’ perante a família e os telespectadores. 'As pessoas sentem necessidade de assumir publicamente erros, mentiras. E por desejar, assim, serem perdoadas.' Mas nem sempre isso acontece.

 

EXCERTO DE NOTÍCIA CORREIO DA MANHÃ

Correio da manhã

 

Continua em: http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentid=50F25E26-7421-4E7A-9ECB-D1E11A4A29AD&channelid=00000017-0000-0000-0000-000000000017

 

 

publicado por Portugal TV às 21:50

"Mad Man" e "30 Rock" venceram o Emmy para melhor série dramática e de comédia, respectivamente. Ambas são exibidas no cabo e o segundo canal público anunciou para breve a estreia da primeira.
 

Longe vão os tempos em que era preciso esperar meses para se ver na televisão portuguesa algumas das séries distinguidas pelos prémios "Emmy", os mais importantes desta indústria nos EUA. Actualmente, graças à proliferação do cabo e ao investimento dos canais generalistas na ficção estrangeira é possível conhecer as maioria dos programas antes dos galardões serem atribuídos.

 

É o que acontece com uma das grandes vencedoras desta edição. "Mad Man" - Melhor Série Dramática e Argumento Dramático, além de outros quatro Emmy nas categorias técnicas. Aplaudida internacionalmente, está em exibição no canal Fox: Next (na distribuidora Meo) e vai ser transmitida pela RTP2 em sinal aberto.

 

A série de época desenrola-se na Nova Iorque dos anos 60 numa agência de publicidade e retrata o meio competitivo dessa altura, bem como as mudanças sociais daquela década nos EUA. "É uma viagem aos anos 60 fantástica, excepcionalmente bem feita", adiantou ao JN o director de programas da RTP2, Jorge Wemans.

 

A série está comprada, mas ainda não tem uma data de estreia atribuída, uma vez que o segundo canal público pretende adquirir a segunda temporada antes de começar a exibir os episódios. Já no cabo, os novos capítulos chegam a 15 de Outubro.

 

"A reconstituição está muito bem feita. Não há pormenores da época que lhe escapem, que não estejam lá", prosseguiu o responsável, destacando ainda a qualidade do texto: "É muito bem conseguido, as relações entre homens e mulheres da altura estão muito bem retratadas. É uma série no género realista fabulosa".

 

Também "Damages: Sem escrúpulos", sobre advogados, protagonizada por Glenn Glose, que recebeu o Emmy para melhor actriz de comédia, chegou aos espectadores em sinal aberto pela TVI e no cabo através do AXN, onde ainda está em emissão.

 

"Estamos a provar que mulheres complicadas, poderosas e maduras conseguem sustentar uma série", disse a actriz ao receber o prémio, referindo-se a si e às restantes nomeadas. Quanto a "30 Rock", que além de melhor série de Comédia, arrecadou ainda os Emmy de Actor, Actriz e Argumento nesta categoria, também está no Fox: Next, mas até ontem nenhum canal aberto anunciou a sua aquisição. 

Catarina Furtado regressa com “A minha geração”

O programa destinado a Catarina Furtado, que tal como o JN adiantou, será sobre a história da música.

 

“A minha geração”, o seu nome, resulta de uma parceria criativa entre a apresentadora e a CBV Produções Televisivas, que pertence, entre outros, a Piet Hein Bakker. Esta será uma apostas forte para o “prime time” da estação pública. 

 

NOTÍCIAS JORNAL DE NOTÍCIAS

JN

publicado por Portugal TV às 12:28
22 de Setembro de 2008

Apresentadores 

Está cada vez mais renhida a luta pela liderança das audiências das manhãs televisivas. Depois das férias, Fátima Lopes caiu a pique do primeiro para o terceiro lugar e agora, a luta é muito mais equilibrada, com uma ligeira vantagem da TVI, que ocupava anteriormente o segundo lugar.

 

Quem cada vez mais se intromete na luta é a RTP que depois de excelentes resultados conquistados nas manhãs de Verão, com o Há Volta e Verão Total, se prepara para abrir guerra aos privados com a nova Praça da Alegria.

 

Novos cenários, novos alinhamentos e um "refrescamento" total do programa, permitem à RTP ter esperança em novos e melhores resultados. Recorde-se que, antes do Verão, o programa matinal da RTP era o menos visto, contrastando em absoluto com o programa que lhe antecede - Bom Dia Portugal - e que é lider incontestado das audiências.

 

Na SIC, alegadas dificuldades financeiras impedem a remodelação de cenários, quer do Fátima, quer do Contacto. O programa matinal, entretanto voltou a subir ligeiramente nas audiências, mas mesmo assim, ultimamente a sua posição mais habitual é o terceiro lugar.

 

Na TVI, o regresso de Cristina Ferreira à apresentação do Você na TV fez subir bastante as audiências do programa que é actualmente o líder mais frequente das manhãs na TV.

publicado por Portugal TV às 12:40
19 de Setembro de 2008

Revista de Imprensa:

Correio da manhã

 

No momento em que completa dez anos à frente da TVI, José Eduardo Moniz admite que a entrega total à estação que elevou a líder de audiências “condicionou” a sua vida.

 

A 22 de Setembro de 1998, Moniz encontrou um canal moribundo, com 13% de share, e decidiu revolucionar o panorama audiovisual português. Criar 'uma informação que traduzisse o espírito de independência, de capacidade crítica e de distanciamento que entendíamos que faltava à televisão em Portugal e fazer uma televisão muito portuguesa' foram as metas traçadas pelo director-geral da estação. 'Apostámos fortemente em produtos de ficção, de modo a combater a predominância brasileira que existia', recorda. 'E introduzimos formatos diferentes, que as pessoas não conheciam, daí a aposta no ‘Big Brother’ na altura.' A TVI tem agora cerca de 30% de quota de mercado.

 

Teresa Guilherme foi um rosto marcante dessa nova TVI. Hoje, a apresentadora está à frente de um formato polémico na rival SIC. Sobre ‘O Momento da Verdade’, Moniz admite: 'Poderia ter tido este programa, e foi à TVI que ele foi proposto em primeiro lugar, mas, provavelmente, eu não tive dinheiro para comprar.'

 

‘O Momento da Verdade’ 'é caro de produzir', esclarece, 'e nós temos de fazer opções. Aquilo que é genuinamente português, como é a nossa ficção, e que desperta a criatividade nacional tem de ser prioritário. Obviamente que este é um formato por nós referenciado mas que na nossa lista de prioridades teve de ser deixado para trás'. 'Só uma estação com muito dinheiro, nas actuais situações de mercado, o consegue fazer', conclui.

 

À frente da estação líder de audiências, José Eduardo Moniz admite que essa não pode ser a meta de quem trabalha no sector privado, 'a primeira preocupação é garantir a sobrevivência das empresas'.

 

Defensor de uma televisão feita em português para portugueses, o director-geral da TVI nota que essa é uma tarefa do serviço público. 'Somos nós que estamos a gravar ‘Equador’ quando à RTP competiria fazer a adaptação, bem feita, de grandes obras da literatura portuguesa.' 'O que eu quero é que a TVI seja a televisão que mais se aproxima da realidade', diz. Por isso, à pergunta sobre para quando um novo ‘Big Brother’, responde: 'Porque não?'

publicado por Portugal TV às 19:36
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
20
21
25
27
30
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
20
21
25
27
30