30 de Junho de 2008

E pronto... fechado o mês, vamos a contas. O óbvio aconteceu e a TVI "arrasou" a concorrência no mês de Junho, conquistando simultâneamente, a melhor marca do ano: 33,5% de share.

 

É lógico que para este resultado muito contribuiram os jogos do Euro 2008, somados claro está, às novelas portuguesas.

 

E assim, com esta dupla: futebol/novelas, a TVI ficou em Junho bem à frente dos concorrentes. Aliás, para a SIC e RTP, Junho foi mesmo o pior mês do ano. O canal de Carnaxide conseguiu apenas 24,3% de share e o canal público quedou-se por uns míseros 20,7%, aproximando-se assim perigosamente da barreira psicológica dos 20%.

 

Estas coisas da televisão também se assemelham de certa forma ao futebol: as vitórias de uns são as derrotas de outros e vencedor... só há um.

publicado por Portugal TV às 23:12

A SIC está prestes a assinar um contrato de exclusividade com Diana Chaves, apurou o Correio da Manhã. Depois de ter feito carreira na TVI, onde se destacou em ‘Morangos com Açúcar’, a actriz de 27 anos aceitou mudar para a rival SIC por um salário superior ao que ganhava na estação de José Eduardo Moniz.

O CM sabe que Diana Chaves vai ganhar cerca de 15 mil euros, num contrato que inclui interpretar ficção, mas também a apresentação de galas, uma área na qual sempre quis apostar. O facto de a SIC também ter um acordo com a TV Globo, que permite aos actores portugueses integrar o elenco de novelas da estação brasileira, também pesou na decisão da actriz.

 

Diana Chaves é assim mai s um nome a juntar ao leque de novas ‘estrelas’ SIC. Desde que assumiu a direcção de Programas, em Janeiro, Nuno Santos já conseguiu cativar alguns dos rostos que fizeram sucesso na rival TVI, a actual líder de audiências dirigida por José Eduardo Moniz . É o caso de Vírgilio Castelo, agora consultor de ficção nacional para a SIC, do argumentista Manuel Arouca (autor de ‘Jardins Proibidos’) e de Cláudia Vieira, actriz que se destacou também em ‘Morangos’ e assinou pela SIC, o que lhe permite integrar a nova novela da TV Globo, escrita por Miguel Falabella.

 

INTEGRA ELENCO DA NOVELA 'A OUTRA'

Desde que se estreou na TVI, a actriz tem sido escolhida para papéis de destaque na snovelas da estação. Neste momento, Diana Chaves interpreta o papel de ‘Vera’, uma rapariga que reencontra a família após vários anos em Barcelona. Curiosamente, nesta história Diana Chaves faz par romântico com Rodrigo Menezes, o ‘António’, seu ex-namorado na vida real.

 

PERFIL

Tem 27 anos. Destacou-se em ‘1º companhia’, ‘Morangos com Açúcar’ e Ilha dos Amores’, na TVI. Até 2006, foi nadadora de alta competição. Foi capa da revista masculina ‘FHM’.

 

Isabel Faria
 
Correio da manhã
 
 
publicado por Portugal TV às 01:35
27 de Junho de 2008

Lisboa, 26 Jun (Lusa) - Os Distritos de Évora e da Guarda estão sob aviso Laranja devido à previsão de temperaturas elevadas, informa a página de Internet do Instituto de Meteorologia.

    De acordo com o aviso Laranja, a temperatura máxima poderá atingir os 41 graus Celsius em Évora e os 37 graus Celsius na Guarda.

    Quanto aos Distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Portalegre, Setúbal e Vila Real, foram colocados sob aviso Amarelo pelo Instituto de Meteorologia.

    Segundo informação relativa à temperatura máxima em caso de aviso Amarelo, em Beja os termómetros podem chegar aos 40 graus Celsius, em Bragança aos 35, em Castelo Branco aos 38, em Portalegre aos 37, em Setúbal também aos 37 e em Vila Real aos 36 graus.

    O Instituto de Meteorologia emite uma escala de avisos que vai do Verde (o menos preocupante) ao Vermelho (o mais grave), passando pelo Amarelo e pelo Laranja, que já exigem algumas cautelas, quer em termos de risco de incêndio, quer no que respeita à saúde pública.

    Nos casos de aviso Amarelo ou Laranja devido a temperaturas elevadas, a Direcção Geral de Saúde aconselha os cidadãos - em especial as crianças, idosos, acamados e pessoas isoladas - a terem cuidados especiais com o calor, evitando esforços físicos e a exposição directa ao Sol entre as 11:00 e as 16:00.

    Permanecer duas ou três horas diárias num ambiente fresco e ingerir mais líquidos (excluindo bebidas alcoólicas, gaseificadas e açucaradas) são outros dos conselhos da Direcção Geral de Saúde.

 

NOTÍCIA AGÊNCIA LUSA

LUSA

 

publicado por Portugal TV às 00:25
22 de Junho de 2008

 
 

Lisboa, 21 Jun (Lusa) - A área ardida em Portugal nos primeiros cinco meses deste ano mais do que duplicou relativamente ao mesmo período do ano passado, segundo dados provisórios da Direcção-Geral dos Recursos Florestais (DGRF).

Os dados, disponíveis na página da Internet da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), referem que entre 01 de Janeiro e 31 de Maio deste ano arderam 3.443 hectares (ha), entre povoamentos (847 ha) e matos (2.596 ha), o que representa um aumento de 67 por cento face a período idêntico do ano passado, quando arderam 1.115 hectares.
 

Os números provisórios da DGRF mostram também que nos cinco primeiros meses deste ano ocorreram 3.244 ocorrências, 867 incêndios florestais e 2.357 fogachos, mais 905 do que em 2006.

 

No relatório, a Direcção-Geral dos Recursos Florestais destaca que "quando comparados os registos do corrente ano com os valores médios apurados no quinquénio anterior (2003-07), verifica-se que houve menos 1.091 ocorrências e arderam menos 1.779 ha".

 

Nos últimos seis anos, foi em 2005 que, entre 01 de Janeiro e 31 de Maio, ocorreu um maior número de ocorrências (8.787) e arderam mais hectares (12.552).

 

Segundo o mesmo documento, os maiores valores de área ardida, até 31 de Maio deste ano, verificaram-se nos distritos de Braga (878 hectares) e Vila Real (668 hectares). Também foram nestes distritos que ocorreram mais incêndios florestais (Vila Real, 163, e Braga, 147 ocorrências), enquanto Porto (391) e Viseu (342) foram os mais afectados por fogachos.

 

O maior número de incêndios verificou-se no mês de Março (1.053), seguindo Fevereiro (925) e Abril (220).

 

A DGRF salienta que o número de ocorrências registadas é quase sempre inferior aos valores médios mensais em cada um dos cinco anos anteriores, à excepção do mês de Fevereiro, onde em 2008 se registaram mais 138 incêndios que a média do quinquénio.O relatório refere que a "diferença mais acentuada decorreu no mês de Maio com menos 1.018 ocorrências relativamente à média de 2003 a 2007".

 

De acordo com o Instituto de Meteorologia, Maio foi o mês mais chuvoso dos últimos anos. Quase todas as estações do Instituto de Meteorologia espalhadas pelo país resgistaram valores de precipitação acima da média dos últimos trinta anos.

 

No relatório provisório constam os dados relativos à fase "Alfa" (de 01 de Janeiro a 14 de Maio) e aos primeiros 15 dias da "Bravo", que termina a 30 de Junho, estando mobilizados 6.600 elementos, 1.600 veículos e 30 meios aéreos.

 

O número de efectivos e de meios será reforçado a partir de 01 de Julho, quando se inicia a fase "Charlie" - período considerado mais crítico e que se prolonga até 30 de Setembro - e estarão mobilizados cerca de 2.400 equipas formadas por 9.600 efectivos, um conjunto de 2.300 veículos e 56 meios aéreos.

 

CMP.

Lusa/Fim

© 2008 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

NOTICIA AGÊNCIA LUSA in RTP.PT

publicado por Portugal TV às 12:18
21 de Junho de 2008

  

Chegou-me aos ouvidos por estes dias que a TVI terá pago 40 MILHÕES DE EUROS pelos jogos do Euro 2008. Exactamente o dobro do que a SIC pagou em 2006 pelos jogos do Mundial.

 

Constou-me também, que este investimento constituiu uma espécie de "machadada final" nas contas da empresa, que estará agora a passar por algumas dificuldades económicas.

 

E eu pergunto-me: porquê? Para que foi a TVI gastar tanto dinheiro a comprar jogos de futebol, quando a própria Júlia Pinheiro já disse publicamente que "à TVI para ganhar, basta uma novelinha".

 

E se os jogos foram caros, as novelas também o são, se bem que noutra escala naturalmente. Mesmo assim, consta que cada episódio de novela custa cerca de 200 mil euros!

 

Mas os custos com o Euro 2008 não foram apenas os 40 milhões de euros. A este valor acresce obviamente os custos com pessoal e com os pontos de reportagem especial. Convém recordar que a TVI tinha mini-estúdios montados ao lado dos balneários da equipa portuguesa e, isso paga-se!

 

A estação de Queluz tinha também pontos de directo a partir do relvado dos jogos e também isso se paga. Ou seja, o valor total da factura do Euro 2008 só será do conhecimento de muito poucos dentro da TVI. Mas não é difícil imaginar o quão "assustador" será esse valor.

 

A eliminação precoce da equipa portuguesa só veio aumentar com certeza a frustração dos responsáveis da TVI. Isto apesar do canal ter conseguido com 4 jogos bater dois recordes de audiência e um de share. Houve dois jogos que conquistaram o máximo de audiência dos 15 anos da TVI. Já o jogo com a Rep. Checa bateu o recorde de share.

 

Excelentes resultados sem dúvida, mas nos dias em que não havia jogos de Portugal, a TVI mesmo ganhando o dia, ficava acima da SIC apenas por poucos pontos percentuais.

 

Ou seja, mesmo com a transmissão de outros jogos, a TVI não conseguiu muito melhor resultado do que aquele que conseguiria com - como diz a Júlia Pinheiro - apenas um episódio de uma "novelinha".           

 

 

publicado por Portugal TV às 20:29
20 de Junho de 2008

 

JN
 (Actualizada) Três pessoas foram esfaqueadas quinta-feira à noite, no final do jogo entre Portugal e a Alemanha na Praça General Humberto Delgado, junto à Câmara do Porto, disse hoje à Lusa fonte da PSP.


As três vítimas, homens com 26, 39 e 43 anos, foram transportados ao Hospital de Santo António, mas já tiveram alta. Na confusão que se seguiu, uma jovem foi atropelada e partiu uma perna.

 

Segundo o Oficial Dia do Comando Metropolitano da PSP do Porto, um homem de 59 anos esfaqueou sem qualquer motivo aparente as pessoas que se encontravam mais próximas."O homem terá ficado mal disposto com o resultado do jogo e começou a esfaquear quem estava mais perto de si", acrescentou.

 

A fonte disse que o autor do esfaqueamento, que foi detido, já tem registos na polícia pela prática de crimes idênticos. Nas declarações que prestou à PSP não deu qualquer explicação que justificasse a sua atitude, uma vez que, aparentemente, nem sequer conhecia as vítimas que apenas "tiveram o azar de assistir ao jogo ao seu lado".

 

Portugal perdeu por 3-2 com a Alemanha em jogo dos quartos-de-final e foi afastado do Euro2008. Os desacatos aconteceram na altura em que Hélder Postiga marcou o segundo golo pela selecção das quinas entre espectadores que assistiam à derrota lusa através dos ecrãs gigantes instalados na Avenida dos Aliados, no Porto.

 

Após o minuto 87, um homem irrompeu pela multidão e esfaqueou as pessoas. Uma das vítimas foi agredida na barriga e outra, de 30 anos, foi ferida nas costas, apurou o JN. Sobre a terceira vítima, referida pela Lusa, não há indicações sobre os ferimentos sofridos.

 

O agressor manteve-se com a arma em punho até a chegada da Polícia e, segundo testemunhas que permaneceram no local, ameaçava quem se tentava aproximar, repetindo "não se cheguem aqui". Quando confrontado com as autoridades, não ofereceu resistência à detenção.

 

As forças da ordem tiveram de fazer um perímetro de segurança para impedir que o esfaqueador, de cerca de 50 anos, fosse linchado em praça pública, mas, apesar da rapidez com que agiram, não evitaram que levasse alguns murros e pontapés de testemunhas mais exaltadas.

 

As duas vítimas esfaqueadas, assim como a jovem que foi atropelada, foram assistidas no local pelo INEM, que demorou cerca de dez minutos a chegar à Avenida dos Aliados. Depois de estabilizadas, começaram a ser transportadas ao Hospital Geral de Santo António. Cerca das 21.55 horas, 25 minutos depois das agressões, o último ferido, apunhalado nas costas e que aparentava estar em pior estado, estava a ser encaminhado para a unidade hospitalar. 

 

 

Para mais detalhes consulte:
http://www.jn.pt/PaginaInicial/Policia/Interior.aspx?content_id=960081

GRUPO CONTROLINVESTE
Copyright © - Todos os direitos reservados

 

publicado por Portugal TV às 13:05
16 de Junho de 2008

Um jornalista alemão tinha que apanhar um avião mas estava atrasado e então resolveu fazer uma denúncia de bomba, noticia a agência EFE.

  

Um alarme que facilmente ligaríamos a um activista islâmico foi dado por um jornalista alemão de 37 anos que pretendia apanhar um avião com destino ao Campeonato da Europa na Áustria.

 

Tudo aconteceu num espaço de minutos. O jornalista chegou ao aeroporto de Verona em Itália cinco minutos antes do avião que ia para Viena partir, apesar de ter insistido com o staff não lhe foi autorizado o embarque.

 

Mas o alemão queria viajar a todo o custo e como se de um terrorista se tratasse ligou para o 112 e fez a denúncia de uma bomba. Em seguida voltou ao avião e retorquiu que, uma vez que o avião não ia levantar, podia embarcar.

Entretanto no aeroporto o caos foi instalado. Os voos precedentes de Londres foram desviados para outros destinos e o avião com destino a Viena foi detalhadamente inspeccionado e saio com muito atraso.

 

Depois de investigarem as autoridades aeroportuárias descobriram o culpado e comentaram, «Estas pessoas não se dão conta da gravidade do acto. Activámos um grande dispositivo de segurança e incomodamos inúmeros passageiros».

 

NOTÍCIA IOL

http://diario.iol.pt/acredite-se-quiser/acredite-se-quiser-insolito-aviao-bomba-jornalista-euro2008/962447-4088.html

 

publicado por Portugal TV às 15:20
15 de Junho de 2008

Televisões públicas suíça e austríaca acusam UEFA de "censura"

 

Os responsáveis das televisões públicas suíça e austríaca, os países anfitriões do Euro 2008, acusaram hoje a UEFA, que detém os direitos televisivos da competição, de "censurar" a transmissão dos jogos.

 

 

  

"Não é aceitável que algo aconteça sem que o possamos mostrar", lamentou Elmar Oberhauser, director de informação da televisão pública ORF, que transmite os jogos para a Áustria.

Também o director-geral do grupo audiovisual público suíço SRG-SSR, Armin Walpen, rejeitou "qualquer forma de censura de uma manifestação desportiva", em declarações ao semanário SonntagsZeitung, acrescentando que protestará, por escrito, à UEFA, por não ter disponibilizado algumas imagens do jogo entre Áustria e Croácia.

Durante o encontro, disputado a 8 de Junho, em Viena,
a UEFA, que edita pela primeira vez as imagens em todos os jogos, reteve as que incluíam a entrada de um adepto croata no terreno de jogo e da presença de archotes incandescentes, que estão proibidos, na bancada croata.

 

NOTÍCIA SIC ONLINE

publicado por Portugal TV às 20:26
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
17
18
19
23
24
25
26
28
29
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
14
17
18
19
23
24
25
26
28
29