30 de Janeiro de 2008

Depois dos trágicos incêndios de Verão... a Neve...

 

Queda de neve na Grécia

 
Data: 30 de Janeiro de 2008
Autor: IM
 

A intensa queda de neve que se verificou ontem em quase toda a Grécia e os ventos fortes que se fizeram sentir no mar Egeu, obrigaram a que dezenas de voos não se tivessem realizado, para além de terem obrigado dezenas de navios a permanecer em terra e igualmente ocasionado cortes de energia em diversas regiões.

A neve chegou a cair durante um breve período de tempo no centro de Atenas, causando problemas de tráfego em diversos pontos da cidade.

 

Ver Tambem:

www.meteo.pt

 

publicado por Portugal TV às 12:59
29 de Janeiro de 2008

 

 

Ainda esta semana, Correia de Campos garantia na SIC NOTICIAS que iria ficar no Governo até ao final da legislatura e eis que, em poucas horas, o Primeiro-Ministro (PM) lhe puxa o tapete e o demite.

 

Era inevitável e parecia que só o PM não via tal coisa. Foi preciso que as críticas o afectassem directamente para Sócrates agir. A ano e meio do final da legislatura, era óbvio que o PM tinha que fazer qualquer coisa para baixar a contestação e com isso apaziguar os ânimos.

 

Além disso, o prazo para remodelações aproxima-se do fim. Dizem os entendidos que o fim do Verão é o dead line para mudar ministros, de modo que ainda seja possível ver algum tipo de resultados.

 

Por tudo isto, de uma acentada, Sócrates demite dois ministros: o da Saúde e o da Cultura e substitui o secretário de Estado de Assuntos Fiscais que já tinha pedido "publicamente" para sair.

 

José Socrates sai convencido de que ficou bem na fotografia. Está enganado. Agiu tarde. Hesitou. Deixou que a contestação atingisse níveis que há muito não eram vistos. Além disso, já tornou público que a política de saúde vai continuar, o que torna esta mudança uma espécie de "deitar areia para os olhos do povo".

 

É possível que a contestação à política de saúde diminua nos próximos tempos, mas provavelmente voltará quando as populações que perderam as urgências nocturas se aperceberem de que, afinal continua tudo na mesma.

 

Agora resta esperar para ver. O tempo dirá se esta previsão se confirma.

 

SONDAGEM MARKTEST DÁ VITÓRIA A COLIGAÇÃO PSD/CDS:

 

«De acordo com os dados de Janeiro do Barómetro Político Marktest, o PS volta a registar uma quebra nas intenções de voto à semelhança do que tinha ocorrido em Outubro.07. O PS regista agora nas intenções de voto um valor de 38,1%, seguido do PSD com 33,5%.

 

Com 9,9% de intenções de voto, o PCP/CDU mantem-se desde Setembro.07 como a terceira força partidária. BE e CDS/PP surgem em quarto e quinto lugar, respectivamente.

A registar ainda a tendência de subida nas intenções de voto no CDS/PP, desde Out.07, alcançando em Jan.08 uma intenção de voto de 6.3%, ou seja mais 3.4p.p do valor de Out.07.»

 

 

 

 

publicado por Portugal TV às 22:20

Ricardo Araújo Pereira bem tentou superar o original, mas não me parece que tenha conseguido...
publicado por Portugal TV às 12:46
27 de Janeiro de 2008

 

 

 

O futebol vale realmente ouro! Sobretudo para as televisões. Os números e a informação não são oficiais, mas fonte da TVI disse ao jornal Correio da Manhã, que a estação de Queluz ofereceu mais de 400 mil euros pela eliminatória da Taça UEFA entre o Nuremberga e o Benfica e perdeu!

 

Quem ganhou? A RTP, que na sua luta desesperada para não perder o segundo lugar para a SIC não olha a meios para alcançar os fins. E assim paga do seu orçamento - que por sua vez, vem do orçamento de Estado, que por sua vez, vem dos bolsos de cada português - perto de MEIO MILHÃO DE EUROS por noventa minutos de uma partida de futebol.

 

Quem deu menos pelo jogo, foi a SIC: apenas 345 mil euros. "Carne para canhão", perante a alegada oferta da RTP.

 

Já agora, eu que não ligo nenhum a futebol, posso pedir à RTP que me devolva a minha parte do que gastou a comprar o jogo? É que não faço a mínima intenção de ver o Nuremberga-Benfica... Parece-me justo que não tenha que pagar por isso!

publicado por Portugal TV às 14:21
26 de Janeiro de 2008

 

Nos últimos dias, o ministro da saúde tem sido presença assídua em vários canais de televisão. Dificil mesmo, tem sido evitar não "dar de caras" com Correia de Campos a dar explicações repetidas sobre casos de negligência, fecho de urgências, atrasos do INEM, etc, etc...

 

Correia de Campos é claramente um "alvo a abater". Não só pela oposição, como também pelos próprios cidadãos, que "apoiados" pela comunicação social fazem chegar longe e mais alto a sua voz.

 

É obvio que há muitos fundamentos nas queixas das populações que vêem fechar as urgências nocturnas. Mas também é obvio que há elações erradas, associações exageradas entre casos incomparáveis e obviamente, aproveitamento político.

 

Mas também é claro que o ministro da saúde conduziu mal o processo. Muito mal aliás. Começou pelo fim. Fechou primeiro, arranjou alternativas depois. Fraquejou em momentos chave. Não foi capaz de defender as suas próprias opiniões. E acima de tudo, deu valentes "tiros nos pés" ao negociar caso a caso, com várias autarquias o fecho ou não das urgências.

 

Errou ao ligar ao presidente da câmara da Anadia a "sugerir-lhe" que não incentivasse mais manifestações porque não o iriam levar a lado nenhum. E continua a errar porque insiste em manter-se à frente da pasta da Saúde.

 

Mas ao mesmo tempo que o ministério da saúde colapsa, Sócrates vai-se passeando pelo país e pela Europa, assobiando para o ar como se nada se passasse; como se não fosse nada com ele.

 

MAS É! E muito! Correia de Campos, é a cara da política que José Socrates definiu para a saúde. O primeiro-ministro não pode simplesmente ignorar o que passa. O mínimo que deve fazer é demitir Correia de Campos e com isso admitir publicamente que errou. Não só na escolha do ministro - que demonstrou pouca capacidade de explicar as reformas - mas também, na definição das prioridades para um dos sectores mais importantes para os portugueses.

 

 

publicado por Portugal TV às 20:25
25 de Janeiro de 2008

Simplesmente inacreditável! Mau demais para ser verdade!
publicado por Portugal TV às 12:15

Associação ANIMAL

 

 

ANIMAL requer, nos termos da Lei n.º 92/95, de 12 de Setembro, ao Governador Civil de Viseu, ao Director Regional de Agricultura e Pescas do Centro, aos Comandantes do Grupo Territorial e do Destacamento Territorial da GNR de Viseu e ao Presidente da Câmara Municipal de Vouzela que intervenham nos termos da lei impedindo a violentação de um gato nas festas de Carnaval da aldeia de Campia, em Vouzela

 

 

 

Depois de, desde o início desta semana, ter corrido na Internet uma denúncia pública de crueldade contra um gato referente às festividades de Carnaval que se farão em Campia, concelho de Vouzela, essa informação chegou à ANIMAL através de diversas pessoas. Essa denúncia chegou também a diversos órgãos de imprensa, entre os quais o “Jornal de Notícias”, que hoje publicou um artigo acerca dos mórbidos planos da Comissão de Festas de Campia para fazer aquilo que surge descrito abaixo, conforme publicado no “JN” de hoje:

 

«[...]no dia de carnaval, os organizadores "caçam" um gato na rua e metem-no num cântaro de barro, onde fica fechado até à hora da festa. Depois, no largo da aldeia, há um mastro forrado com palha, e o cântaro é elevado por cordas, até ao cimo do pau altaneiro. No fim do desfile do carnaval é lançado o fogo ao mastro, que queima a palha e depois a corda que segura o cântaro. O púcaro de barro cai e desfaz-se em mil cacos. É então que o gato, sentindo-se livre, corre desnorteado, tendo ainda à perna foliões mascarados que o perseguem, alguns de paus e tenazes na mão, tentando apanhá-lo.» (In “Jornal de Notícias”, edição de 23/01/2008, http://jn.sapo.pt/2008/01/23/norte/crueldade_gato_abre_polemica_campia.html).

 

O primeiro passo da ANIMAL foi contactar a Junta de Freguesia de Campia a respeito deste caso, donde um funcionário não só confirmou que estas aberrantes festividades estão a ser planeadas para decorrerem nestes moldes como também adiantou que, parecia-lhe, a prática acima descrita não careceria de licença e é lícita. Tal bastou para que a ANIMAL, diante desta confirmação, avance com o segundo passo, que será enviar imediatamente um ofício a todas as autoridades regionais e locais – Governador Civil de Viseu, Director Regional de Agricultura e Pescas do Centro, Comandantes do Grupo Territorial e do Destacamento Territorial da GNR de Viseu e Presidente da Câmara Municipal de Vouzela – com uma denúncia formal dos referidos planos para a prática de um acto que, além de tremendamente cruel, é ilícito, com uma exposição sobre a ilicitude de um acto desta natureza e o seu enquadramento legal (nomeadamente quanto às sanções legalmente previstas para o mesmo), e requerendo a estas mesmas autoridades que, nos termos do art.º 10.º da Lei n.º 92/95, de 12 de Setembro, e nos mais previstos nos Decretos-Lei n.º 276/2001, de 17 de Outubro, com as alterações que lhe foram introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 315/2003, de 17 de Dezembro, accionem os meios necessários para impedirem esta barbárie que está publicamente anunciada, havendo tempo mais do que suficiente para, com a antecedência necessária, as mesmas autoridades notificarem formalmente a Comissão de Festas de Campia e a Junta de Freguesia desta localidade de que devem abster-se de cometer os actos que publicamente confessam pretender praticar.

 

Pela parte da ANIMAL, há que salientar dois pontos essenciais quanto a este caso:

 

·          em resposta a várias pessoas que o contactaram, o Presidente da Câmara Municipal de Vouzela refere que não tem poder, autoridade ou meios para impedir esta prática – quando, na verdade, as câmaras municipais, os seus presidentes e os seus médicos veterinários municipais estão especificamente definidos nos diplomas acima referidos como autoridades competentes para garantir o cumprimento das normas previstas na legislação vigente de protecção dos animais que a Comissão de Festas de Campia quer infringir –, o que mais uma vez mostra como as autoridades legalmente competentes para impedirem a violência exercida contra animais ilicitamente em Portugal de um modo geral não intervêm e não a impedem, seja por não saberem que deveriam intervir, seja por não quererem saber que deveriam intervir;

 

·          de uma vez por todas, cabe à Assembleia da República estabelecer uma nova e forte lei de protecção dos animais, que, a bem dos animais do país, olhando para as suas necessidades de protecção legislativa do presente e do futuro, deve ser formulada como um Código de Protecção dos Animais nos termos propostos no “Manifesto ANIMAL – Proposta Orientadora para um Código de Protecção dos Animais”, que a ANIMAL está a defender junto do Parlamento (e a promover e defender todas as semanas nas ruas de Lisboa e do Porto), pedindo aos deputados e grupos parlamentares que a adoptem enquanto projecto-lei para uma nova lei de protecção dos animais e que a aprovem urgentemente e de forma firme, para que os animais de Portugal possam, finalmente, vir a ter a protecção legislativa que merecem e que lhes é indubitavelmente devida, e para que seja enviada uma forte mensagem, sob a forma de lei, de que a crueldade não é admitida e é legalmente tratada como crime, para, entre outros destinatários, quem em Portugal escolha festejar o Carnaval perseguindo um gato, mantendo-o preso num cântaro suspenso por cordas, aquecendo esse mesmo cântaro num fogo que deverá queimar também as cordas que o seguram, para que o mesmo caia e se parta, de modo a que o pobre gato possa – se ainda conseguir – fugir, e para depois perseguir ainda o mesmo gato com paus e tenazes, tentando apanhá-lo.

 

 

 

ANIMAL

Pelo Fim dos Crimes Sem Castigo, Em Defesa dos Direitos de Todos os Animais

Apartado 24140   1251-997 Lisboa  |  www.animal.org.pt  |  info@animal.org.pt | www.ManifestoANIMAL.org

publicado por Portugal TV às 12:15

 

 

Operação Triunfo chega ao fim na RTP1
A terceira série de Operação Triunfo chegou ao fim a 19 de Janeiro, na RTP1. A MediaMonitor fez o balanço de audiências deste programa apresentado por Sílvia Alberto.
MediaMonitor, 24 de Janeiro de 2008

Sílvia Alberto conduziu na RTP1 mais uma Operação Triunfo, a terceira. Durante 16 semanas, mais uma vez os concorrentes perseguiram o sonho de se tornarem estrelas no mundo da Musica onde não faltaram as aulas e treinos diários na escola das artes da Operação Triunfo. A grande vencedora foi Vânia.

As 16 galas, transmitidas entre 22 de Setembro de 2007 e 19 de Janeiro de 2008, registaram 8.3% de audiência média e 24.7% de share. A final do programa alcançou o melhor registo, com 11% de audiência média e 32% de share.

No perfil da audiência, a Operação Triunfo registou a melhor adesão junto dos indivíduos residentes no Interior e na Grande Lisboa. A classe baixa, com um consumo de audiência acima dos 30%, alcançou o melhor valor entre as várias classes sociais. Por género, a Operação Triunfo foi preferido pela população feminina. Por faixa etária, os indivíduos com mais de 64 anos alcançaram a melhor adesão com 24% da audiência.

A Operação Triunfo 2007 superou o resultado conseguido pelas temporadas anteriores.

Análise realizada pela MediaMonitor com base em dados retirados do MMW/Telereport.

24 Janeiro 2008

A Marktest.com autoriza a reprodução desta notícia nos meios de comunicação social desde que indicada a fonte: Marktest.com e outras fontes por ela citadas

publicado por Portugal TV às 00:43
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
23
28
31
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
15
16
17
18
19
20
23
28
31