21 de Fevereiro de 2007

Já por diversas vezes me senti um previlegiado graças à minha profissão. Ser jornalista dá-nos acesso a histórias, gentes e locais aos quais, como mero cidadão nunca teria acesso.

A tragédia da Linha do Tua foi disso um exemplo. Fui chamado para o local por volta das oito da noite de segunda-feira. Demorámos 2h a chegar a Carrazeda de Ansiães. É certo que não fomos pelo caminho mais curto, mas foi a indicação que nos tinham dado.

Durante a viagem, a TSF era o nosso "guia". Chegámos a ponderar se valeria a pena continuar viagem. Corria a notícia de que já todos os ocupantes tinham sido encontrados, mas isto não era mais do que um exemplo de "contra-informação"... vá-se lá saber com que objectivo...

Chegámos ao "campo da bola" de Carrazeda no exacto momento em que o helicópetero dos SNPC estava a levantar. Tinha acabado de deixar mais um ferido que ia ser levado para o hospital de Vila Real.

Nesta altura a adrenalina já estava ao máximo. Tal como os médicos, e outras profissões que lidam com tragédias, também nós jornalistas temos por vezes que nos abstrair do contexto de fatalidade em que estamos a trabalhar.

Voltando ao helicópetero... tentámos fazer imagens do aparelho, mas a câmara resolveu avariar naquele preciso momento. Depois da aventura que foi lá chegar...

Ao nosso lado estava uma senhora. Morava mesmo na casa ao lado. Presumindo que fosse humidade, perguntámos se nos podia ajudar, emprestando um secador de cabelo para tentar aquecer o interior da máquina e assim eliminar eventuais humidades.

Mas de pouco adiantou. A câmara continuava a não ligar. Resolvemos ir até ao centro de comando. Era preciso informar os colegas do sucedido. Afinal estavam a contar connosco e não havia hipótese de falar por telemóvel.

Milagres dos milagres, junto à estação do Tua, a câmara volta a funcionar.  Nessa noite pouco fizemos. No local já estavam três delegações, ao todo. Estava ainda para chegar uma equipa do Porto, e no dia seguinte, viria também a da Covilhã. Chegámos a ser 13 pessoas.

Foi um claro exemplo de hard news. De trabalhar no fio da navalha. De percorrer quilometros para meia dúzia de planos valiosos. De editar tudo à última da hora. Foi um trabalho de equipa.

Chegámos ao Tua na segunda e só saímos na sexta-feira à noite. Fizemos de tudo! Andámos de drezine, de jipe, de barco... e muito... a pé!

Valeu-nos também a ajuda fundamental dos donos da estalagem CASA DO TUA, onde ficámos instalados. Abriram-nos completamente as portas. Deixaram-nos utilizar tudo como se estivéssemos em casa. Desde o escritório, ao telefone fixo e à internet. Foram o nosso back office. E o que teria sido de nós sem eles...?

Por tudo isto e muito mais, foi sem dúvida uma experiência única na minha vida e que nunca esquecerei.Profissionalmente falando foi uma muito enriquecedor.

Mas também nunca esquecerei que esta experiência ocorreu num contexto de uma grande tragédia. Há três vítimas a lamentar. Três famílias de luto. E a essas pessoas, pouco ou nada importa o que eu aqui disse...

 

publicado por Portugal TV às 12:01

Eram cerca das seis da tarde de segunda-feira dia 12 de Fevereiro, quando se deu o acidente. Tudo indica que um deslizamento de terras e pedras terá empurrado a carruagem do Metro de Mirandela para o Rio Tua. Lá dentro iam 5 pessoas: 3 funcionarios da CP e dois passageiros. O Maquinista, o Revisor, e o bilheteiro da estação do Tua morreram...

 

CHEGAR AO LOCAL DO ACIDENTE: uma verdadeira aventura. O trajecto só podia ser feito de duas duas formas: Drezine da REFER ou de jipe, por um estradão em terra batida, com lama, e com precepícios à volta. Depois ainda era preciso percorrer várias centenas de metros até chegar ao local do acidente.

AS MARCAS DO ACIDENTE: No local exacto do acidente, as marcas da tragédia eram tão óbvias quanto arrepiantes.

O TRAJECTO DA DERROCADA:

AS BUSCAS NO AR:

(heli do SNPBC e Heli SIC mais acima)

 

AS BUSCAS NO RIO DOURO:

O POSTO DE COMANDO:

O APARATO MEDIÁTICO:

(carro de exteriores da TV Galiza)

publicado por Portugal TV às 11:19
12 de Fevereiro de 2007

Pouco faltava para as oito da noite deste Domingo quando foi dado o alerta. Um comboio de mercadorias, carregado com cerca de 200 carros novos, estava a arder junto ao apeadeiro da Muxagata, no concelho de Fornos de Algodres, distrito da Guarda. Foram precisos quase 50 bombeiros e 2h30 para apagar as chamas. Ficam as imagens do "desperdício"...

publicado por Portugal TV às 17:38
10 de Fevereiro de 2007

Este acidente aconteceu em Lamego. Tudo indica que quando o camião ia a subir uma rampa em terra batida, um aluimento de terras terá feito com que ele caísse cerca de 30m por uma ravina abaixo. O condutor foi projectado durante a queda, mas o seu estado de saúde era considerado estável.

publicado por Portugal TV às 17:00
02 de Fevereiro de 2007

«TVI e RTP reforçam audiências em Janeiro

A TVI manteve a liderança nas audiências televisivas em Janeiro de 2007, registando um crescimento nos valores médios e no prime-time, assim como a RTP, enquanto a SIC perdeu terreno, revela a Marktest.

Rita Paz com Reuters

Os dados do relatório mensal revelam que a TVI, detida pela Media Capital, registou uma audiência média diária em Janeiro de 28,3% contra 28,2% em Dezembro. No espaço de um ano as audiências baixaram face aos 32,8% observados em Janeiro de 2006.
   
A SIC, controlada pela Impresa, registou um recuo para os 27,1% nas audiências médias diárias de Janeiro contra os 27,7% de Dezembro de 2006, mas ficou acima dos 24,7% observados no período homólogo.
   
"O comportamento em Janeiro foi marcado por audiências mais fracas na primeira metade, seguido por uma subida nas duas últimas semanas do mês. (...) Na segunda metade do mês a SIC já atingiu uma audiência média de 28%", refere a Impresa.
   
A RTP melhorou o share médio para os 26,4% dos 25,6% em Dezembro e também face aos 24% registados há um ano.
   
No horário nobre a TVI reforçou a liderança para os 31,4% de 30,9% em Dezembro e segue abaixo dos 38,8% conseguidos em Janeiro de 2006.
   
A SIC, por sua vez, deslizou para os 28,1% em Janeiro de 28,6% no mês anterior e segue a ganhar face aos 24,9% do período homólogo, enquanto a RTP subiu para 25%, contra 24,8 em Dezembro e 19,9% em Janeiro de 2006.
   
No segmento da televisão por cabo a SIC Notícias liderou com um share médio de 12,4% em Janeiro, valor que ficou abaixo dos 13,7% observados no período homólogo.
   
Foram negociadas 404.018 acções da Impresa a subir 1,44% para os 4,92 euros e 53.690 acções da Media Capital a cair 0,6% para os 8,30 euros.»

publicado por Portugal TV às 13:08

 

«Impresa dispara com possível entrada da RTL

As acções da Impresa chegaram a subir 5,2% para o máximo da sessão nos 5,28 euros, perante especulação de que a RTL poderá vender a sua posição na Media Capital e entrar no capital da empresa liderada por Francisco Pinto Balsemão, disseram operadores.

DE com Reuters

Os mesmos responsáveis acrescentaram que, se esta teoria se vier a confirmar, é muito natural que a Impresa tenha a curto prazo tendência para se valorizar, uma vez que ficando a RTL com fundos disponíveis a Impresa seria uma boa alternativa à Media Capital.
   
Uma fonte oficial da Impresa disse que não comenta a informação e ainda não foi possível conseguir um comentário da RTL.

Às 12h04, a Impresa ganhava 3,39% para os 5,19€, com a 2 061 962 acções negociadas e um volume de negócios de 10 745 506 euros.
   
"Se a RTL decidir vender na OPA fica com fundos disponíveis para uma outra opção e a Impresa é uma boa alternativa", disse um operador.
   
"A confirmar-se a notícia de hoje, é muito provável que a Impresa continue suportada nos próximos tempos", disse outro.
   
Uma fonte do sector disse à Reuters que Pinto Balsemão se encontrou com o CEO da RTL, tendo a imprensa noticiado que o mesmo responsável esteve, esta semana, em Lisboa, reafirmando a intenção de continuar a investir no sector media nacional.
   
Analistas contactados pela Reuters consideram provável que a RTL venda a sua posição na Media Capital na OPA voluntária em curso a 7,4 euros por acção, com o objectivo de evitar que os oferentes da Prisa tenham que lançar uma oferta obrigatória a um preço mais alto se não conseguirem mais de 90% na primeira operação.
   
A Prisa já anunciou que recorreria aos tribunais se fosse obrigada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários a lançar uma segunda OPA por ter ultrapassado os 33,33% e ficado abaixo dos 90%, uma batalha legal que se poderia arrastar no tempo e seria contrária à estratégia da RTL que conseguiria vender as suas acções com uma boa mais-valia.
   
"A RTL terá de pesar os factores nesta questão, entre ficar à espera para ganhar mais uns milhões de euros ou poder afectar as relações com a Prisa se não vender já", afirmou Pedro Mendes, analista do Millennium bcp.

O Jornal de Negócios refere, na edição de hoje, que a RTL iria sair do capital da Media Capital, vendendo na OPA em curso e conseguindo uma mais-valia interessante, para entrar no capital da Impresa.
   
Às 12h04, haviam sido transaccionadas 1 521 121 acções da Media Capital, a cair 1,08% para os 8,21 euros. »

publicado por Portugal TV às 13:02
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Fevereiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28