04 de Setembro de 2009

Antes de mais assumo que não me choca minimamente o fim do Jornal Nacional de 6ª (JN6) da TVI. O que me surpreende é o timming escolhido para tal decisão.

 

Há muito que o referido noticiário desrespeitava toda e qualquer regra ética e deontológica do jornalismo, pelo que, não acho normal ou legítimo que agora se diga que o fim deste jornal pode afectar a liberdade de imprensa e expressão. Há uma máxima que diz que temos que respeitar para sermos respeitados.

 

Filosofias à parte, considero realmente que o timming da decisão foi tudo menos o correcto. Acabar com um jornal polémico como era o de Manuela Moura Guedes, com conflitos directos e assumidos com o Primeiro-Ministro e o Governo, em plena pré-campanha eleitoral poderá ter sido um tiro no pé da própria administração.

 

Como disse o próprio José Eduardo Moniz, "a partir de agora, a credibilidade da TVI está seriamente posta em causa". E de facto, sou obrigado a concordar. É impossível não admitir a hipótese de ter, efectivamente, havido uma interferência política na decisão da administração do canal de Queluz. Isto apesar, de algumas vozes defenderem que o final do JN6 só vem prejudicar o próprio Governo.

 

Mas convém recuar uns anos. À altura em que Pina Moura, ex-ministro socialista, foi nomeado como administrador da Media Capital. Já então houve quem defendesse que a escolha do ex-governante tinha tido origem em Espanha, porque a Prisa na altura estava muito identificada com o PSOE de Zapatero, amissíssimo de José Sócrates.

 

É por isso muito difícil dissociar este e outros factos da revolução que agora se deu na TVI, apesar da Prisa ter dito em comunicado que a decisão de terminar o JN6 foi tomada em Lisboa.

 

Curiosamente, sobre este tema, o próprio José Eduardo Moniz disse hoje à Antena 1 que não acredita que a decisão tenha vindo de Espanha, já que o actual administrador da TVI - Bernardo Bairrão - tinha recentemente anunciado publicamente o regresso do JN6, dizendo inclusivamente que não havia nenhum motivo para o jornal acabar.

 

Posto isto, é muito o disse-que-disse acerca desta polémica que envolve a TVI e que, tão cedo não acabará. Recorde-se aliás, que a instabilidade interna vem aumentando desde que a PT anunciou a sua intenção de compra da Media Capital, detentora do canal de Queluz.

 

E, com tudo isto, se alguém duvidava que  Moniz era mesmo o Homem-Forte da TVI, agora com certeza estará mais esclarecido. Moniz saiu da TVI há um mês e o balanço é já bastante negativo: Agosto foi o pior mês de audiências dos últimos 9 anos, e agora foi a direcção de Informação que se demitiu em bloco. Além disso, são poucas as novidades anunciadas pela TVI para a rentrée de Setembro.

 

Apesar de tudo isto, duvido que haja qualquer interferência negativa quer nas audiências da TVI, quer nas votações do PS. O certo é que se a TVI não está ainda em declíneo, está certamente, a viver a sua maior crise. A dúvida é se resistirá ou não...

 

(O ASSUNTO ESTÁ EM VOTAÇÃO NA COLUNA AO LADO)

publicado por Portugal TV às 20:32
Apesar de tomo o incómodo que o JN6 provocava no Governo e no PS, duvido que houvesse interesse em fazer pressão para o fim do Jornal. Até porque o fim do JN6 não favorece nada a imagem de Sócrates, devido às suspeitas que obiviamente serão depositadas nele (digamos que ele foi apanhado com a "arma na mão", depois de o JN6 ser o seu alvo no último congresso do PS).
E a justificação da Prisa é ridícula: quem é que se lembra da "homogeneização da informação da TVI" a 2 dias de o JN6 ir para o ar? E desde quando a administração tem algum poder na linha editorial e na programação do seu canal?
MA a 4 de Setembro de 2009 às 20:56
VÍDEOS
Televisões mostram José Sócrates a preparar comunicação ao País Bloqueio à Liberdade de Informação no CascaisShopping
Em Votação:
"Peso Pesado" poderá ser a salvação das audiências da SIC?
Sim, porque é um programa cativante que fideliza o público.
Não, porque o programa é um bocado entediante.

últ. comentários
Parabens pelo blog :)
Viva!Não sei se alguem ira ler este meu comentario...
Herman José na rtp! Finalmente! Eu adoro-o desde s...
Esta foi das melhores noticias da tv que recebi! e...
Meu caro, Alguém o obriga a vir cá? Eu só visito o...
Este blog parece (ou é) um blog sobre a sic....
"O MELHOR GENÉRICO" O PRIMEIRO CONCURSO DO SÉRIES ...
sinais de fogo
O único exemplo no meio desta historieta que realm...
Caro TVI Blog, apenas alguns esclarecimentos:1- La...
Número de Visitantes:
free hit counter
hit counter
RECORDE DE VISITANTES:
EU JORNALISTA atingiu o recorde de 1466 visitantes únicos no dia 7 de Setembro de 2009, o que corresponde a 2301 visualizações do blog num único dia. Obrigado pela preferência e... volte sempre! (O anterior recorde foi de 376 visitantes no dia 1 de Fevereiro de 2009.) portugaltv@sapo.pt
BEM-VINDOS AO BLOGUE "EU JORNALISTA"
Agora com novas funcionalidades: VIDEO e MÚSICA.
MÚSICA
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
21
22
23
27
29
30
Últimas Audiências:
AUDIÊNCIAS MAIO 2011: TVI: 25,9%, SIC: 24% RTP: 22,1%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2011: TVI: 25,8%, SIC: 23,2% RTP: 21,5%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2011: TVI: 26,3%, SIC: 23,5% RTP: 23%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2011: TVI: 26,9%, SIC: 22,9% RTP: 22,9%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2011: TVI: 28%, SIC: 24.1% RTP: 23.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2010: TVI: 27,5%, RTP: 24,2%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2010: TVI: 28.1%, RTP1: 24.5% SIC: 22.4%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2010: TVI: 27,3%, RTP1: 25,4% SIC: 23,1%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 26,5%, RTP1: 23,6% SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2010: TVI: 27%, RTP1: 24,6% SIC: 22,3%. AUDIÊNCIAS MAIO 2010: TVI: 26,9%, RTP1: 23.7% SIC: 23.5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2010: TVI: 27.3%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.8% AUDIÊNCIAS MARÇO 2010: TVI: 28.7%, SIC: 23.8%. RTP1: 23.5% AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2010: TVI: 27,5%, SIC: 25,3%. RTP1: 24,7% AUDIÊNCIAS JANEIRO 2010: TVI: 28,5%, SIC: 25,2%. RTP1: 24,5% AUDIÊNCIAS ANO 2009: TVI: 28,7%, RTP: 24%, SIC: 23,4% AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,9%, SIC: 24%. AUDIÊNCIAS NOVEMBRO 2009: TVI: 28,4%, RTP1: 24,6%, SIC: 22,6%. AUDIÊNCIAS OUTUBRO 2009: TVI: 28,5%, RTP1: 23,9%, SIC: 23,4%. AUDIÊNCIAS SETEMBRO 2009: TVI: 27,5%, RTP1: 24,4%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS AGOSTO 2009: TVI: 25,8%, RTP1: 24,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS JULHO 2009: TVI: 28%, SIC: 24,3%, RTP1: 21,9%. AUDIÊNCIAS JUNHO 2009: TVI: 29%, SIC: 23,5%, RTP1: 22,2%. AUDIÊNCIAS MAIO 2009: TVI: 31,5%, RTP1: 23,2%, SIC: 21,5%. AUDIÊNCIAS ABRIL 2009: TVI: 30,2%, RTP1: 23,2%, SIC: 22,4%. AUDIÊNCIAS MARÇO 2009: TVI: 29,6%, RTP1: 24,3%, SIC: 23,2%. AUDIÊNCIAS FEVEREIRO 2009: TVI: 28,7%, RTP1: 25.9%, SIC: 24,4%. AUDIÊNCIAS JANEIRO 2009: TVI: 28,9%, SIC: 25.9%, RTP1: 25.4%. AUDIÊNCIAS DEZEMBRO 2008: TVI: 29.8%, RTP1: 25.5%, SIC: 25.4%. AUDIÊNCIAS ANO 2008: TVI: 30.5%, SIC: 24.9%, RTP1: 23.8%.
pesquisar neste blog
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
21
22
23
27
29
30